O estado americano da Flórida aprovou um projeto de lei que proíbe meninas transgânero de participara das atividades esportivas destinadas a garotas cis. O texto aprovado na última quarta-feira (14) exige que meninas cujo sexo seja “contestado” passem por inspeções em seus órgãos genitais.

A lei foi aprovada pelo placar de 77 votos a favor e 40 contra. Apenas um membro do Partido Democrata votou a favor da lei discriminatória. Nenhum parlamentar do Partido Republicano foi contrário a aprovação do projeto. Uma onda de retrocesso toma conta dos estados americanos e dezenas deles já aprovaram projetos contra a população LGBTQIA+.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

“O profissional de saúde pode verificar o sexo biológico do aluno como parte de um exame físico esportivo de rotina, baseando-se apenas em um ou mais dos seguintes itens: 1. A anatomia reprodutiva do aluno; 2. Composição genética do aluno; ou 3. Os níveis normais de testosterona produzida endogenamente pelo aluno ”, diz o texto do projeto de lei de cinco páginas”, destaca o trecho do projeto.

VEJA TAMBÉM:  São Paulo ganha mutirão pra retificar nome e gênero de população trans
Florida aprova lei transfóbica por "inspeção genital" em meninas para esportes na escola
Florida aprova lei transfóbica por “inspeção genital” em meninas para esportes na escola (Foto: Pixabay)

“Demos tudo o que tínhamos para dar”, declarou o deputado estadual Omari Hardy (D) no Twitter . “Raciocinamos, gritamos, imploramos, choramos, quebramos e deixamos o andar da casa.”

“Este projeto de lei pede aos médicos que realizem procedimentos fora dos padrões de tratamento”, apontou a  pediatra Jessica Duvall à  Forbes . “Além disso, mesmo que os testes sejam realizados contra as normas da sociedade médica, na maioria das vezes eles não fornecem resultados claros e facilmente interpretáveis.”