Uma carta aberta supostamente escrita por Jesus a um pastor de Sidney, na Austrália, estaria alertando a fiéis sobre os perigos do casamento gay ser aprovado por lá em Dezembro do ano passado.

O “documento” vem sendo deixado em caixas de correio da população.

Na carta, o suposto Jesus orienta a população para que se arrependa de aprovar o casamento homoafetivo e ainda diz que ele não está de brincadeira!

Isso mesmo galera, mais de 2 mil anos atrás Jesus nunca falou nada contra gays e só pregava a ausência de julgamento e amor incondicional ao próximo, mas parece que em 2018 ele está mais reaça do que nunca e ainda faz ameaças (favor captar a ironia!).

“Eu, Yeshua / Jesus Cristo, tomarei providências pelas libertinagens aprovadas na Tasmânia”, diz a carta.

Jesus ainda apela aos políticos do país: “Peça ao seu senador, seu deputado que proíba o adultério, a fornicação, o divórcio, a pornografia e o casamento gay!”.

Divirta-se lendo a carta na íntegra postada por um internauta:


Assista também:


170 years on, it seems Hobart is once again “the Sodom of the South Seas”. Thanks to Martine Delaney for this photo of a bizarre poster in Salamanca Courtyard.

Publiée par Rodney Croome sur Lundi 16 juillet 2018

O documento diz: “Este é um aviso aos que cultuam ídolos, drogados, bêbados, fornicadores e adúlteros. Parem de ensinar as crianças estas maneiras de destruição ou vou mandar mais destruição através de tempestades!

Eu mesmo, Jesus, vou dar um jeito pelos pecados da Tasmânia. Peça ao seu senador que corrija o casamento, proíba o divórcio, traições, parem de matar os bebês, proíbam a pornografia, o divórcio e o casamento gay.

Alerto que haverá pobreza e desgraça como vocês nunca viram! Trarei dilúvios e minha fúria fará seu país ser inundado.

Eu mesmo Jesus estou mandando este aviso pelas mãos de meu fiel.”

Tá.

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).