O Brasil é o vice campeão mundial de cirurgias plásticas invasivas e não invasivas do mundo e perde somente para os Estados Unidos. As fábricas de cosméticos e perfumaria no Brasil são as mais rentáveis do mundo e o mercado só cresce.

Agora, não só os liftings com corte são muito usados, como preenchimentos, aplicações de botox, e outros procedimentos estão ganhando cada vez mais espaço.

Antes de ficar com o “pillow face” (literalmente cara de travesseiro), atente para o resultado que você pretende com esses tratamentos.

Canso de ver gente no escritório que vem reclamar do resultado de cirurgias eletivas. A medicina é atividade de meio e não de fim. Isso equivale a dizer que o médico promete e presta o serviço. O resultado depende do metabolismo de cada um.

Tanto que o Conselho Regional de Medicina proibiu médicos de apresentarem fotos de antes e depois de seus pacientes para que os novos pacientes não se fixem no resultado que lhes foi mostrado esperando para si o mesmo resultado. Explico: se você quer um nariz como o da Xuxa, um médico sério vai dizer se ele combina com seu tipo de rosto. Mas, você vai achar vários médicos que, se você pedir um nariz assim ou assado, ele vai fazer e se você não gostar do resultado, isso não é obrigatoriamente um erro médico.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

A insatisfação das pessoas com sua própria aparência, os modelos de beleza que nos são vendidos diariamente nas redes sociais e a busca por um preenchimento de vazios existenciais levam algumas pessoas a se acharem bonitas com as barbaridades cosméticas que fazem em si mesmas.

Aliás, acho que só elas acham isso bonito. Nem o médico que fez pode se gabar do trabalho bem feito porque, o trabalho bem feito de um médico é medido pelo resultado harmônico no visagismo do cliente e não a criação de um exército de pillows face que andam pela rua e, são tão artificiais que, de cara você percebe que houve um exagero de tratamentos, ditos estéticos.

Conforme-se, todos vamos envelhecer e, isso não é demérito…

É bonito estar em ordem mas, ninguém com sessenta anos vai aparentar ter vinte, nunca mais.

Erro médico é quando um procedimento é feito de maneira incompetente ou negligente. O médico age com erro quando – sabendo do resultado que isso pode causar, não tem o aval do paciente.

Próteses e preenchimentos mal feitos também podem ter resultados desastrosos em relação à saúde do paciente e, isso sim é erro médico.

Se você se encheu de botox e de preenchimentos e agora seu rosto parece um travesseirinho, não adianta ficar malhando para emagrecer se, seu rostinho está igual a uma bexiga e querer culpar o médico. Você pagou o produto e o serviço e ele entregou. Isso é falta de ética mas, não obrigatoriamente um erro.

Pense bem antes de qualquer procedimento estético. Até os mais ingênuos procedimentos podem dar problema quando você começa muito jovem a fazê-los e, isso sim é um erro.