Carlinhos Maia está prestes a enfrentar mais uma enxurrada de protestos na web, como em todas as últimas vezes que o influenciador foi trending topics. É que sua famigerada festa Natal na Vila foi foco de dezenas de infecções por covid-19.

Até agora 47 pessoas que trabalharam no evento Natal da Vila, em Penedo, no interior de Alagoas, no último domingo (20) testaram positivo para Covid-19, segundo informações do blog do Erlan Bastos, divulgadas hoje, 25. Dois dos infectados estariam na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).

“A coluna apurou também que não foi feita testagem em todos os convidados e que em nenhum momento foi exigido o uso de máscara dos participantes. Há inclusive influenciadores ‘escondendo’ o diagnóstico da COVID-19 após participar do evento”, diz o artigo publicado no Observatório dos Famosos.

Carlinhos Maia, que se intitula “rei do Instagram com mais de um bilhão impressões, de visualizações e curtidas em uma única postagem”, alega que o evento teria seguido todos os protocolos de segurança e teria sido autorizado pela secretaria de Saúde local.

O “Natal da Vila” reuniu artistas, famosos e anônimos, com shows da banda Calcinha Preta, Rodrigo Teaser, o Cover Michael Jackson, do Dennis DJ, da cantora e ex-BBB 20 Gabi Martins, e do cantor Tierry.

Carlinhos Maia debocha dos protestos na web

Pelos stories, era possível ver todo mundo sem máscaras e aglomerado, sem que nenhum dos protocolos de segurança recomendados estivesse, de fato sendo seguidos. Sobre protestos e cancelamento na web, Carlinhos Maia twittou: “Entendam, vocês não cancelam o que vocês não consomem. Obrigado por tanto cancelamento”.

Nenhuma declaração do influenciador foi feita até agora. Mas é provável que apareça em seus stories chorando pela vida das pessoas infectadas e dizendo que sua intenção era promover alegria, como comumente faz sempre que se envolve em polêmica.