É de se esperar de qualquer LGBT com um mínimo de consciência, principalmente ocupando um espaço público, não vomite ignorância ao falar sobre orientação sexual e identidade de gênero em rede nacional, né? Mas infelizmente não é o que aconteceu com o jornalista da Rede TV! e comentarista do programa “A Tarde É Sua”, Felipeh Campos.

Comentando a recente declaração do ator Reynaldo Gianecchini, sobre se identificar como pansexual, Felipeh Campos prestou um verdadeiro desserviço na TV ao telespectador brasileiro.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Tentando definir “pansexualidade” para a apresentadora Sônia Abrão, ele falou: “O Gianecchini disse que curte de tudo. Por exemplo, eu posso pegar uma torta de morango”.

Não, Felipeh, a pansexualidade não se caracteriza por gostar de torta de morango. E nem de chocolate. E nem de árvore! E nem de qualquer objeto, animal ou ítem da natureza ou mesmo da mesa. Quem gosta de torta de morango não é gay, nem pan, nem bi, nem hétero… é qualquer ser humano mesmo. E desenvolver um relacionamento afetivo ou sexual com uma torta, aí já é caso de psiquiatra (o que defintivamente não é o que pansexuais precisam).

VEJA TAMBÉM:  Reynaldo Gianecchini teria pedido permissão à Globo para se assumir, diz colunista

É absolutamente inconcebível que um jornalista gay seja tão ignorante sobre sexualidade e ainda fale isso no ar em um programa de TV, fomentando apenas mais estigma e preconceito com o já ignorante imaginário popular que se faz sobre a pansexualidade.

Pansexualidade é simplesmente uma pessoa que se atrai por PESSOAS, independente do gênero delas e sem se limitar a binariedade homem/mulher (cis ou trans). Por exemplo, se atraindo também por pessoas não binárias e fora das regras e limites de gênero.

Muitas pessoas hoje inclusive consideram a bissexualidade (cujo conceito surgiu muito antes, quando o mundo ainda era estritamente binário e dividido apenas entre homem/mulher) a mesma coisa que a pansexualidade (mais adequada à variedade de gêneros, expressões e sexualidades do mundo atual). Mas este é um outro assunto.

Na Internet, a declaração do jornalista repercutiu bem mal. “Torta de morango deve estar no lugar do seu cérebro, meu querido. Pansexualidade é com pessoas, não com qualquer coisa, conforme você disse”, comentou a influenciadora Susana Hernandes indignada em um post no seu Facebook.

VEJA TAMBÉM:  YouTuber e crítico de cinema Chris Stuckmann sai do armário como pansexual

Outros comentaram foram: “Esse programa é tóxico, não tenho estômago” e “Tsc tsc tsc… Tenso! Há uma grande desinformação com relação ao tema e precisa ser falado sim.”

Assista ao vídeo do momento abaixo lá pelos 01:01:38:

 

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).