A atleta Emily Scheck conseguiu arrecadar U$ 100 mil dólares realizando uma campanha online que teve a participação de mais de 2.500 pessoas.

“Pela quantidade de compartilhamentos e atenção que esta história conseguiu, Emily agora tem mais que o suficiente para ter todo apoio que seus pais deixaram de lhe dar”, escreveu sua amiga e colega de time Grace Hausladen – responsável pela iniciativa – ao anunciar a meta atingida de 100 mil.

“Encorajamos a todos que participaram que continuem sendo solidários com outras ONGs LGBTs”, recomendou.

Os problemas de Emily começaram quando seus pais se divorciaram e logo descobriram que a filha estava namorando Justyna, uma outra garota.

Nenhum dos dois aceitou a sexualidade da filha e, chantagistas, chegaram a tentar convencê-la a topar um suposto tratamento de cura-gay caso ela quisesse ter o apoio da família.

Como ela se recusou a topar a proposta da família, foi expulsa de casa em Agosto. Desde então, mesmo topando dois empregos temporários, ela estava com muitas dificuldades de se manter.


Assista também:


Emily e sua namorada.

Sua amiga amiga Grace então teve a ideia de iniciar uma campanha online para arrecadar fundos para a amiga. Uma quantia que pagasse seus estudos e garantisse despesas médicas, comida e moradia ao menos enquanto ela conclui a faculdade.

Falando ao Buffalo News, Emily disse que seus pais não só a expulsaram de casa como a insultaram diversas vezes por SMS após descobrirem da namorada.

Uma das mensagens de sua mãe dizia: “Cansei de você. Te declaro independente a partir de agora. Você está sozinha. Não conte mais conosco”. No que ela perguntou à mãe qual a necessidade disso, veio a resposta: “Porque você me dá nojo!”.

Procurado pela imprensa, o pai também falou ao Buffalo News, dizendo que a família gostaria de se desculpar pela postura homofóbica.

Mas agora parece tarde. Emily disse que descobriu com isso o que significa família de verdade: “Agora sei que família não é algo que você tem desde que nasce necessariamente, mas que você conquista ao logo da vida”.

Emily e suas amigas: família de verdade.

Sobre o montante arrecadado com a campanha online, ela se disse chocada: “Fiquei surpresa pela quantidade de pessoas que me ajudou e não consigo nem expressar em palavras. Emily e Justyna são minha família e passaremos o dia de ação de graças juntas!”, declarou Emily.

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).