Um estudante de Nuneaton, na Inglaterra, foi gravemente agredido exclusivamente por ser bissexual. O bizarro do caso é que um dos agressores disse que não seria problema o garoto ser gay, o problema era ser bissexual, ou em suas palavras: ganancioso.

A mãe da vítima descreveu o ataque violento: “Ele tinha saído com amigos o dia todo e foi abordados na volta por um dos dois rapazes. Um chegou já agredindo e o outro dizendo: “O que você está fazendo com ele, você sabe que ele é bi”. Então outro disse: “E isto está certo?” E o atacou.

Quando o segundo rapaz disse: “Eu não posso acreditar que você o acertou porque ele é gay”, o primeiro afirmou: “Eu não tenho um problema com os gays, mas eu tenho um problema com os gananciosos como ele”, revelou a mãe da vítima ao Coventry Telegraph.


Assista também:


E acrescentou: “Eles o chutaram no chão, arrastaram-no para uma área arborizada e o atacaram novamente”. Os agressores também ameaçaram o garoto para impedí-lo de contar a verdade à polícia.

Apesar da agressão e intimidação, os dois culpados não foram condenados à prisão. Apenas tiveram que pagar indenização à vítima, que agora diz se sentir abandonada pelo poder judiciário, a mesma opinião de sua mãe.

“Até dois dias antes da audiência, nos disseram que eles seriam condenados à prisão pelo crime de ódio, ou ao menos um deles. Ao invés disso, ambos se safaram!”, disse indignada a mãe do garoto agredido.

A vítima também afirmou sentir-se lesada sem um julgamento justo aos infratores: “Sinto que ninguém se importa, porque se alguém se importasse, um deles ao menos estaria na prisão. Eles me agrediram porque sou bissexual. Hoje ando com medo por aí!”.

Apesar do ataque, ele se disse surpreso e grato pelo apoio da comunidade local: “Pessoas que eu nem conhecia doaram dinheiro para mim, se preocuparam. Eu nem podia acreditar!”.

Ainda assim, o impacto do ataque foi tão severo em sua vida, que a família agora decidiu deixar a cidade de Nuneaton.

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).