Van Amorim, escritora baiana, teve sua identidade feminina violada por parte da universidade no momento da matrícula e durante os primeiros meses do curso.

A UNIFACS negou-se a utilizar o seu nome social nos assentamentos da instituição, submetendo a escritora a reiterados constrangimentos. Vanessa precisou mover uma ação judicial para ter seus direitos assegurados.

“Minha militância se dá em nome de todas as pessoas trans que desejam ingressar na universidade, para que esse descaso não aconteça com mais ninguém, pois é impossível pensar em universidade, sem inclusão
social”, conta.

O conflito começou em julho de 2018, quando Vanessa conseguiu uma bolsa integral através do Prouni (Programa Universidade para Todos) para cursar Letras Vernáculas (Literatura Brasileira) na supramencionada instituição. Após inúmeras tentativas infrutíferas de obter a retificação do seu nome
no cadastro da universidade, a escritora resolveu demanda-la judicialmente.

Antes da sentença, ela recebeu uma ligação de um representante da universidade dizendo que só fariam essa alteração se ela tivesse algum documento oficial com foto retificado, como identidade ou carteira de trabalho.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Então, o que era um sonho de criança, tornou-se um pesadelo, infelizmente ainda muito distante de ter um final feliz, pois segundo ela, a UNIFACS contratou um advogado de São Paulo para cuidar do caso, mas perderam em primeira instância. A juíza pediu imediatamente que a instituição alterasse o seu nome em todos os sistemas da instituição e a condenou por danos morais.

“Vou usar esse dinheiro para lançar o meu primeiro livro, pois será o maior legado que posso deixar para a sociedade e a melhor resposta para a universidade”, contou ela.

Atualmente a UNIFACS está usando recursos de embargos para protelar o arquivamento do processo, podendo até mesmo recorrer da decisão judicial.

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).