Um entregador do aplicativo “London Deliveroo” foi suspenso após gritar xingamentos homofóbicos a um casal gay e ainda acusá-los de “bruxaria”.

De acordo com o “MyLondon News”, o casal Scott e Adam estavam simplesmente andando pela rua quando o entregador em uma bicicleta começou a disparar insultos. O homofóbico chamou o casal de “bichas”, disse que eram “nojentos” e ainda falou: “Sua bruxaria vai voltar para você”.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

O “Deliveroo” confirmou que o entregador em questão foi suspenso e a polícia metropolitana da cidade está investigando o ocorrido como um crime de ódio. O casal disse que ninguém mais estava na rua quando o ataque aconteceu.

“Enfrentamos isso [homofobia] todos os dias. Mesmo em Londres, onde podemos nos sentir incrivelmente livres, ainda há trabalho a ser feito e, embora seja cansativo e possa nos esgotar, temos que continuar avançando”, afirmou Scott.

VEJA TAMBÉM:  Juízes baianos se recusam a celebrar casamento LGBT e geram revolta

O londrino ainda ressaltou os privilégios de serem homens brancos e cisgêneros, e que por isso enfrentam menos dificuldades que a maioria das pessoas LGBTs. “Sabemos usar esse privilégio, por exemplo, para relatar tudo o que acontece, sabendo que provavelmente devido ao nosso tom de pele, seremos ouvidos”, contou Scott.

“Nós nos sentimos resistentes, fortes, mas é claro que há decepção pelas pessoas que são odiosas e ignorantes. Eu não diria que é uma vergonha, é vergonhoso, mas, além disso, é vergonhoso e preguiçoso. Ser ignorante e mal informado em uma era de conhecimento ilimitado pela Internet é imperdoável.”

Ele continuou: “Como membros da comunidade queer, precisamos agir como solucionadores de problemas, educando a nós mesmos e educando os outros e, em seguida, reparando e ajudando onde é mais necessário.”

VEJA TAMBÉM:  Citigroup, Banco Alemão e Goldman Sachs também anunciam boicote a Brunei

“Isso tem que começar conosco pessoalmente, reconhecendo e removendo nossos preconceitos para depois mudar a situação geral.”

O serviço de entregas de alimentos afirmou que se as atitudes homofóbicas do funcionário forem comprovadas, ele será demitido imediatamente. Em um comunicado, a empresa declarou: “Deliveroo adota uma abordagem de tolerância zero a qualquer forma de discriminação. O incidente foi tratado com urgência por nossa equipe e imediatamente tomamos medidas para suspender o ciclista enquanto uma investigação é realizada. O funcionário terá seu contrato com a Deliveroo terminado com efeito imediato, uma vez que tenhamos realizado a devida diligência necessária para confirmar o incidente.”