O cantor espanhol Pablo Alborán utilizou as redes sociais, esta quarta-feira, para falar sobre a sua sexualidade aos seus mais de 5 milhões de seguidores.

No Instagram, o músico postou um vídeo onde conta que é gay e explica que decidiu falar publicamente sobre o assunto porque precisava “ser um pouco mais feliz”. No entanto, Alborán espera que esta mensagem da sua parte possa servir como apoio a todos aqueles que não podem viver livremente a sua sexualidade.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

“Infelizmente, há muitas pessoas que não vivem livres assim e, por isso, espero que esta mensagem sirva para tornar o caminho de ao menos algumas delas mais fácil”, disse, lembrando que em sua vida pessoal, sempre teve “liberdade para amar quem bem entendesse”.

O cantor realça ainda que vivemos num período que tem contribuído para que nos sintamos  “estranhos”, o que faz com que muitos “repensem a vida, o trabalho” e o “que os faz felizes”. Daí veio sua reflexão e sensação de necessidade de viver livremente seu afeto e sexualidade.

VEJA TAMBÉM:  Jogador de futebol sai do armário e se torna o único gay assumido da grande liga

Pablo Alborán: “Todos necesitamos al otro para salir de esta”

“Continuarei a centrar a minha vida pública no meu trabalho, na minha música, tentarei fazê-lo o melhor que sei, e com um respeito absoluto pela profissão e pelo público”, disse ele.

E completou: “Sempre pensei que qualquer um se podia identificar com as minhas letras, para mim a música é livre e quero me sentir tão livre como as minhas canções“.

A sexualidade do músico, que até então não tinha abordado o assunto, já tinha sido discutida diversas vezes em Espanha. Pablo Alborán recusou-se sempre a falar sobre o tema, alegando que esta era uma questão pessoal e privada.

Assista abaixo seu vídeo na íntegra:

View this post on Instagram

🙂

A post shared by Pablo Alborán (@pabloalboran) on

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).