Não bastasse ser linda, não bastasse cantar bem pra c*ralho, não bastasse ser integrante do Rouge, Aline Wirley deu mais uma razão pra justificar o nosso amor por ela!

Em um dos primeiros vídeos de seu IGTV, a cantora relatou de maneira muito honesta e emocionante, os motivos pelos quais decidiu deixar o cabelo curtíssimo (e que diga-se de passagem, só ressaltou a sua beleza… Sério, que rosto! Que linhas! E que formato de cabeça linda ela tem, coisa rara!)

“Eu estou fazendo este vídeo pra você que está passando por uma transformação. Seja ela física, emocional… mas que está se permitindo se transformar.”, relata a cantora após falar de toda sua relação com o cabelo ao longo da vida em menos de 10 minutos onde debate preconceitos, estereótipos, beleza e autoestima.

Aline relata sobre os mil tipos de cabelos e apliques que já teve na vida, e o quão intenso, necessário e pessoal foi decidir raspar e finalmente ver o seu cabelo de verdade aos 30 e poucos anos de idade. Não bastasse o close de beleza e lição a muita gente, ao final ela ainda fala sobre as pessoas que a comparam ao ator Ícaro Silva ou dizem que ela está muito masculina apenas por estar com o cabelo curto (Doidos? Ela nunca esteve mais linda, eu sinceramente acho!).

Assista abaixo:

A post shared by Aline Wirley (@alinewirley) on


Vale lembrar que transição capilar é um assunto em alta e tem tudo a ver com redescobrir a verdadeira beleza que está em si, e não no que os outros ou a sociedade esperam de você. Cada vez mais vemos pessoas assumindo seus cachos, cabelos crespos, afros, aprendendo a cuidar e valorizar ao invés de agredir a si muitas vezes só pra corresponder a um padrão de beleza. E geralmente o resultado deixa a pessoa muito mais bonita, concordam?

É definitivamente um grande passo rumo a autoestima e cada vez mais valorizado por pessoas de origem ou descendência afro. Que este vídeo ajude muita gente por aí! Obrigado e arrasou Aline!

Assista também:

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).