O ranking de “10 países mais felizes do mundo”, realizado anualmente pelo Sustainable Development Solutions Network em parceria com a Fundação Ernesto Illy, organiza 156 nações de acordo com o nível de felicidade geral de seus habitantes.

A versão 2019 acaba de sair e há uma observação interessante sobre ela. Todos os 10 primeiros colocados do ranking são países que onde Direitos LGBT existem. 

Claro que a felicidade de toda nação não se resume a Direitos LGBTs somente, o ranking é elaborado com base em muitas outras questões. Mas de qualquer forma, isso mostra que a satisfação dos habitantes de um país se mede também pela preocupação do mesmo com os direitos de TODOS.

Dos 10 primeiros colocados, quase todos os países tem uma realidade absolutamente satisfatória para a população LGBT. 

A Suíça não tem casamento, mas tem um tipo de parceria civil garantido por lei a casais homoafetivos e que garante os mesmos benefícios do casamento hétero, ainda que com outro nome (o que não deixa de ser discriminatório, né?). Por outro lado, ainda que atrasada neste sentido, a Suíça está bem avançada em relação a criminalização de homofobia e transfobia, que rendem prisão de 3 anos por lá.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Já a Finlândia tem uma lei antiga que exige que pessoas trans, caso queiram mudar o gênero nos documentos, sejam esterilizadas. Entretanto, a mudança desta lei é algo que está sendo discutido atualmente e deve mudar em breve felizmente.

Sem mais delongas, vamos ao Top 10 de países mais felizes do mundo, todos onde LGBTs vivem com segurança, são respeitados e crimes de LGBTfobia não são um cotidiano como é infelizmente ainda no Brasil.

Finlândia

  • Homossexualidade é legalmente permitida desde 1972.
  • Todos LGBTs podem servir nas forças armadas.
  • Há leis contra LGBTfobia.
  • Casais homoafetivos podem se casar.
  • Casais homoafetivos podem ter filhos.
  • Trans podem mudar nome e gênero nos documentos, porém de acordo com a lei que deve mudar em breve, devem passar por esterilização.

Dinamarca

  • Homossexualidade é legalmente permitida desde 1933.
  • Gays, lésbicas e bissexuais podem servir nas forças armadas.
  • Há leis contra LGBTfobia.
  • Casais homoafetivos podem se casar.
  • Casais homoafetivos podem ter filhos.
  • Trans podem mudar nome e gênero nos documentos.

Noruega

  • Homossexualidade é legalmente permitida desde 1972.
  • Todos LGBTs podem servir nas forças armadas.
  • Há leis contra LGBTfobia, inclusive específicas como para pessoas intersexo.
  • Casais homoafetivos podem se casar.
  • Casais homoafetivos podem ter filhos desde que casados legalmente.
  • Trans podem mudar nome e gênero nos documentos.

Islândia

  • Homossexualidade é legalmente permitida desde 1940.
  • Não existem forças armadas para nenhum cidadão (hétero cis ou LGBT)
  • Há leis contra LGBTfobia.
  • Casais homoafetivos podem se casar.
  • Casais homoafetivos podem ter filhos.
  • Trans podem mudar nome e gênero nos documentos.

Países Baixos

  • Homossexualidade é legalmente permitida desde 1971.
  • Todos LGBTs podem servir nas forças armadas.
  • Há leis contra discriminação por orientação sexual (não especifica quanto a trans).
  • Casais homoafetivos podem se casar.
  • Casais homoafetivos podem ter filhos.
  • Trans podem mudar nome e gênero após diagnóstico médico.

Suíça

  • Homossexualidade é legalmente permitida desde 1992.
  • Gays, lésbicas e bissexuais podem servir nas forças armadas.
  • Há leis contra LGBTfobia.
  • Casais homoafetivos podem se casar.
  • Casais homoafetivos podem ter filhos apenas se forem adotados.
  • Trans podem mudar nome e gênero.

Suécia

  • Homossexualidade é legalmente permitida desde 1972.
  • Todos LGBTs podem servir nas forças armadas.
  • Há leis contra LGBTfobia.
  • Casais homoafetivos podem se casar.
  • Casais homoafetivos casados podem ter filhos.
  • Trans podem mudar nome e gênero.

Nova Zelândia

  • Homossexualidade é legalmente permitida desde 1986.
  • Gays, lésbicas e bissexuais podem servir nas forças armadas.
  • Há leis contra LGBTfobia.
  • Casais homoafetivos podem se casar.
  • Casais homoafetivos casados podem ter filhos.
  • Trans podem mudar nome e gênero.

Canadá

  • Homossexualidade é legalmente permitida desde 1969.
  • Todos LGBTs podem servir nas forças armadas.
  • Há leis contra LGBTfobia.
  • Casais homoafetivos podem se casar.
  • Casais homoafetivos casados podem ter filhos.
  • Trans podem mudar nome e gênero.

Áustria

  • Homossexualidade é legalmente permitida desde 2002.
  • Todos LGBTs podem servir nas forças armadas.
  • Há leis contra LGBTfobia.
  • Casais homoafetivos podem se casar.
  • Casais homoafetivos casados podem ter filhos.
  • Trans podem mudar nome e gênero.
Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).