A atriz e ativista trans, Laverne Cox, protagonista de sucessos como Orange Is The New Black” e “Rocky Horror Show”, fez um discurso em Massachusetts, no último dia 24, pedindo aos cidadãos e autoridades que protejam as pessoas trans da proposta anti-trans proposta pelo governo americano.

No evento Yes on 3, uma campanha liderada pelo grupo Freedom For All Americans, ela pediu aos senadores americanos que mantenham a lei 2407 que dá proteção e amparo legal aos cidadãos transgêneros. A administração Trump que revogar a medida.

Ainda em sua fala, Laverne Cox lembrou das crianças trans, algo que ela mesma já foi em sua vida: “Vocês estão aqui por um propósito divino, não importa o que digam de vocês. Vocês estão fazendo história”.

Laverne Cox discursa em evento.

A estrela ainda falou sobre a discriminação que ela mesma sofreu quando transicionou de gênero quase duas décadas atrás. Laverne Cox lembrou como teve que se proteger emocionalmente, deixar sua casa e encarar as ruas.

Ao chegar a considerar suicídio em sua vida, ela mantinha notas espalhadas por seus pertences onde estava escrito: “Meu nome é Laverne Cox e não quero ser chamada diferente disso. Meu pronome é ELA e não qualquer outro caso me achem morta por aí um dia”.

“Meu plano era ter um desse em cada bolso e pelo meu apartamento porque eu tinha medo de ser morta ou mesmo me matar. Só queria garantir que respeitassem meu gênero caso o pior acontecesse”, afirmou.

Ainda em seu discurso, Laverne Cox lembrou que o governo de Masachussets tem a oportunidade de mandar uma mensagem ao governo federal e ao resto do país, “de que aqueles não representam os americanos, que somos mais humanos e respeitosos do que isso.”

Um recente estudo do Instituto Williams de Estudos de Orientação Sexual e Identidade de Gênero revelou que não existe qualquer base para as leis anti-trans propostas por Trump. Não existe qualquer evidência de que, ao contrário do que ele diz, o desrespeito ao gênero de pessoas trans vá ajudar o país ou reduzir criminalidade ou violações de privacidade, como clama ovpresidente.

Assista também:

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).