Rainha é assim, né gente? Em um dia é confirmado que Nany People interpretará a primeira vilã transexual de uma novela das 21h na Globo. Agora, três dias depois, é revelado que a atriz ganhará o Título de Cidadã Paulistana concedido pela Prefeitura de São Paulo.

O Título de Cidadão é uma homenagem dada a uma pessoa que não nasceu no município, mas se destaca dentre seus cidadãos por colaborações e razões que podem variar de sócio-cultural-administrativo, até artístico e religioso da comunidade. É um reconhecimento da importância desta pessoa para aquela cidade. Como costume, a pessoa passa a poder dizer que pertence a cidade. No caso de Nany, é paulistana.

Soninha Francine e Nany People.

A iniciativa da homenagem da cidade de São Paulo à Nany People veio por parte da vereadora paulistana Soninha Francine (PPS).

Natural da cidade de Machado, no interior de Minas Gerais, Nany ficou emocionada ao saber da homenagem proposta pela vereadora: “Impossível pensar na minha trajetória sem lembrar do quão importante foi a energia e atuação da cidade de São Paulo na minha vida!”

A cerimônia de entrega do título ocorrerá na próxima terça-feira, 26 de junho as 19:30 no Salão Nobre da Câmara Municipal de São Paulo.

Além de uma notável carreira na TV – onde trabalhou com nomes como Hebe, Xuxa e Carlos Alberto de Nóbrega – e no teatro como atriz e comediante de standup, Nany People também é voluntária do Hospital Emílio Ribas e faz parte do Conselho Curador da Fundação Poder Jovem.

Esta não é a primeira vez que Nany é homenageada com título de cidadã. O mesmo já ocorreu na cidade de Poços de Caldas em 2009.

Na ocasião, Nany afirmou: “Não acreditei na homenagem! Fiquei extremamente honrada e comecei a chorar lembrando dos momentos que vivi ao lado da minha falecida mãe em Poços, que sempre me estimulou para que eu não desistisse dos meus objetivos.”

Assista também:

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).