Em setembro, a “British Vogue” lança uma edição histórica reunindo 20 ativistas do mundo todo. Janet Mock, a diretora da icônica série “Pose”, será uma das participantes do projeto.

Janet Mock é a segunda mulher trans a ser capa da Vogue britânica, depois de Laverne Cox na edição de setembro do ano passado.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Marcus Rashford, jogador de futebol e ativista contra a pobreza infantil, e Adwoa Aboah, modelo e ativista, são alguns dos ativistas que protagonizam a edição com Janet Mock e outros defensores de causas sociais.

View this post on Instagram

Introducing #BritishVogue’s September 2020 issue, featuring a special fold-out cover starring 20 inspirational activists dedicated to making a change. First up: model and activist @AdwoaAboah, who has used her visibility to change perceptions around mental health, most notably through her platform @GurlsTalk, and international footballer and child poverty campaigner @MarcusRashford, who recently used his platform to lobby the government to fund free school meals for vulnerable children. From those tackling systemic racism to disability discrimination and domestic abuse, gender inequality to the climate crisis, in the new issue, @AfuaHirsch meets the activists determined to make a difference the world over. Swipe to see the full cover and read the full story at the link in bio. #VogueHope Featuring: @MarcusRashford @AdwoaAboah Second cover, from top left: @Meenals_World @TamikaDMallory @RizAhmed @JanetMock Professor Angela Davis Jane Elliott Alice Wong @Disability_Visibility @IJesseWilliams @JoanSmalls Third cover, from top left: @ReniEddoLodge Yvette Williams @OfficialJ4G @IAmPatrickHutchinson @OsopePatrisse @ClaraAmfo @BerniceAKing @JanayaTheFuture @FDwyer1980 Brittany Packnett Cunningham @MsPackyetti #MarcusRashford wearing @R13, @AColdWall & @Churchs and #AdwoaAboah wearing @Fenty, @Martine_Rose, @LockHatters, @Osoi_Official & @SLJLondon, photographed by @MisanHarriman and styled by @ItsDWallace, with hair by @EarlSimms2 and make-up by @CeliaBurtonMakeUp. With additional cover photography by @PhilipDanielDucasse, @KingTexas, @ChriseanRose, @EddieH__ and @KidNoble.

A post shared by British Vogue (@britishvogue) on

Em 2018, Mock se tornou a primeira mulher trans negra da história a ser contratada como escritora de séries de televisão quando começou a trabalhar em Pose. Em 2019, a autora fez história novamente quando escreveu e dirigiu um episódio de Pose, tornando-se a primeira mulher trans negra a escrever e dirigir qualquer episódio de seriado em televisão.

Seu livro autobiográfico, “Redefining Realness: My Path to Womanhood, Identity, Love & So Much More”, foi publicado em fevereiro de 2014 e foi direto para o topo da lista de best-sellers do New York Times.

A capa da Vogue britânica de setembro geralmente apresenta celebridades e uma visão abrangente das mudanças da moda. Mas este ano, o editor-chefe Edward Enninful dedicou a edição aos protagonistas das mudanças no mundo. “Este ano muitas vezes pareceu um período sombrio para a humanidade, mas também se marcou como uma era de ouro para o ativismo”, escreveu.

Com os protestos globais contra o racismo e a brutalidade policial sendo aclamados como o maior movimento de direitos civis de uma geração, além do rejuvenescimento do movimento Black Lives Matter, a Vogue Britânica escolheu um momento crucial para proporcionar mais uma plataforma para aqueles que lideram o levante global contra as estruturas de poder da supremacia branca.

A escritora e radialista britânica, Afua Hirsch, escreveu o artigo que acompanha a revista, e afirmou que é o momento em que palavras e protestos precisam evoluir para ações e mudanças. “Como Martin Luther King Jr disse uma vez, ‘este verão sufocante do descontentamento legítimo dos negros não passará até que haja um outono revigorante de liberdade e igualdade’. Tivemos nosso verão sufocante de descontentamento legítimo. O outono começa agora”, observou.