A Suprema Corte da Bulgária, um país bastante conservador do Sudeste da Europa, reconheceu pela primeira vez um casamento homoafetivo. A decisão deve servir como jurisprudência e abrir caminho para legalização do casamento gay no país a partir de agora.

Depois de 2 anos de batalha nos tribunais, a australiana Cristina Palma e sua esposa bulgariana Mariama Dialo ganharam o reconhecimento legal de casal no país. 

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Elas já haviam se casado na França em 2016 depois de viverem juntas por 15 anos e se mudarem para a Bulgária.

Desde então, não tendo sua união reconhecida no país, decidiram apelar a justiça e conseguiram uma decisão histórica agora.

“A decisão dá esperança a todos os casais homoafetivos do país, por suas cidadanias e reconhecimentos legais, que suas famílias sejam reconhecidas na Bulgária”, disse Cristina à imprensa.

Embora a Europa seja um continente avançado em relação a questões progressistas como os direitos LGBT, a Bulgária é um dos mais de 20 países europeus onde o casamento homoafetivo não existe legalmente ainda.

VEJA TAMBÉM:  Policiais receberão cartilha para aprender como lidar com cidadãos LGBTs
Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).