A vila de Gambier, no estado de Ohio (EUA), fez história nesta semana ao se tornar o primeiro município do condado de Knox a adotar uma legislação abrangente contra a discriminação LGBT+. Outra novidade foi que a votação ocorreu via aplicativo Zoom, que possibilita videoconferências, devido as medidas de isolamento social.

O conselho da vila votou por unanimidade a aprovação de uma portaria “contra a discriminação no emprego, moradia, acomodações públicas e serviços públicos”. As medidas servem como uma versão local do Ohio Fairness Act – proposta que adiciona orientação sexual e identidade ou expressão de gênero às leis que tornam a discriminação ilegal em Ohio, mas que ainda não passou pela Câmara e Senado do estado.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

“O mundo parece estar parado, mas muitas pessoas mal podem esperar para receber proteções legais básicas que todo mundo têm. Geralmente, as pessoas LGBTQ em Ohio não são cobertas pelas leis que tornam a discriminação ilegal. Aplaudimos Gambier por proteger seus residentes e defender todos os LGBTQ de Ohio”, disse Alana Jochum, diretora executiva da Equality Ohio.

Enquanto a maioria dos conselheiros compareceu na votação virtualmente, o prefeito da cidade, Leeman Kessler, a oficial fiscal, Kathi Schonauer, e a administradora, RC Wise, foram votar e mediar a discussão pessoalmente. “Tenho acompanhado o progresso da Lei de Justiça de Ohio e sabia que os municípios, frustrados pela falta de proteções estaduais ou nacionais, estavam implementando ordenanças locais. Parecia apropriado que Gambier vinculasse proteções a essas comunidades e deixasse claro que todos são bem-vindos aqui”, aponta o prefeito.

De acordo com a Equality Ohio, embora o estado não possua leis que protegem a população LGBT+, Gambier é o 29º município de Ohio a adotar uma legislação de proteção.