Após divulgação do relatório “LGBT nas prisões do Brasil: Diagnóstico dos procedimentos institucionais e experiências de encarceramento”, que aborda a realidade de LGBTs em situação de cárcere,  o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, utilizou o twitter para comentar os resultados do estudo.

O relatório foi realizado pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, comandado por Damares Alves. O ministro do STF afirma no post que “é dramática a situação dos grupos LGBT nas penitenciárias brasileiras”. 

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Gilmar Mendes ainda cita como principal grupo de vulnerabilidade as travestis e transexuais, que são detentas em presídios masculinos e sofrem com estupros e desrespeito a identidade de gênero. “Mulheres trans são sistematicamente torturadas e violentadas em presídios masculinos. O relatório de hoje reforça mais um ponto urgente de reforma do sistema prisional”, aponta.

VEJA TAMBÉM:  Fellipe Bastos, do Vasco, é detonado e pede desculpas após conduta homofóbica