Charmaine McGuffey está atualmente processando xerife do condado de Hamilton, Jim Neil, alegando que ele a demitiu por ser lésbica. A policial decidiu ir além e desafiou o ex-chefe fora dos tribunais, concorrendo com ele nas primárias democratas pelo cargo de xerife, e ganhou com aproximadamente 70% dos votos.

McGuffey agora deve enfrentar Bruce Hoffbauer, um tenente da polícia de Cincinnati que era o único candidato nas primárias republicanas, nas eleições de novembro nos Estados Unidos. Se ela o vencer, se tornará a primeira xerife LGBT + em seu estado.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

“Fiquei um pouco surpresa. Eu sabia que venceríamos por uma margem. Eu não sabia que seria tão grande”, disse McGuffey à Local12.

De acordo com o site Cincinnati.com, a política conservadora do xerife frustrou muitos democratas do condado de Hamilton. “Francamente, meu oponente finge ser democrata há muitos anos, quando na verdade ele está muito mais alinhado com os republicanos. Ele diz às pessoas o que elas querem ouvir e depois não seguem adiante”, afirma McGuffey.

Ainda na época da demissão, McGuffey conta que “o atual xerife e eu entramos em um desacordo bastante sério sobre a prática de ele não responsabilizar os policiais pelo uso da força e do assédio a mulheres policiais e detentas”. Ainda acrescenta que “ele me demitiu. Então, depois de mais ou menos um ano de reflexão, decidi que posso fazer um trabalho melhor”.