A deputada norte-americana Katie Hill, do Democrata, renunciou o seu mandato no último domingo (27) após ter fotos íntimas com outra mulher e seu marido vazadas. Ela assumiu uma cadeira no Congresso no dia 3 de janeiro deste ano.

“É com pesar que anuncio hoje minha renúncia no Congresso. É a coisa mais difícil que eu já tive que fazer, mas eu acredito que seja o melhor para os meus eleitores, minha comunidade e meu país”, escreveu Katie na carta. 

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

As imagens foram divulgadas pelo jornal The Dailuy Mail. Para a ex-deputada, o próprio marido, Kenny Heslep, teria vazado as fotos, após um complicado processo de divórcio do casal. 

“Isso é o que precisa acontecer para que as boas pessoas que me apoiaram não estejam mais sujeitas à dor provocada por meu abusivo marido e pela brutalidade de agente políticos odiosos que parecem trabalhar alegremente para um monstro que está conduzindo uma campanha de difamação construída em torno da exploração cibernética”, declarou ela.

De acordo com alguns rumores, os dois teriam se envolvido com a funcionária mais nova do gabinete. 

O Comitê de Ética do Congresso também busca provas para confirmar um suposto envolvimento de Katie com o diretor financeiro de sua campanha, Graham Kelly. 

Na semana passada, Hill revelou o seu caso extraconjugal com a funcionária e classificou a situação como “inapropriada”. Ela afirmou que a relação entre as duas começou durante os “tumultuados últimos anos” do seu casamento “abusivo”.

“Pelos erros que cometi ao longo do caminho e pelas pessoas que se machucaram, sinto muito. Estou aprendendo. Não sou uma pessoas perfeita e nunca fingi ser. É uma das coisas que fizeram minha campanha ser tão especial”, encerrou Katie.