O deputado federal David Miranda (PSOL-RJ) afirmou, através de sua assessoria de comunicação, que encaminhou à Polícia Federal e-mails que teria recebido com ameaças de estupro, morte e esquartejamento a ele e sua família.

David é casado com o jornalista Glenn Greenwald, fundador do The Intercept Brasil, site que divulgou mensagens entre o ministro da Justiça, Sergio Moro, e o procurador da operação Lava Jato, Deltan Dallagnol.

No dia 13 de março, Miranda já havia realizado uma denúncia-crime por ameaças recebidas após assumir o cargo de deputado federal em substituição a Jean Wyllys, que desistiu do cargo pelo mesmo motivo.

A assessoria jurídica de David Miranda disse, na denúncia encaminhada à PF, que “embora a mensagem seja assinada com o nome de Marcelo Valle, o qual se encontra atualmente preso em decorrência da Operação Bravata, mostra-se possível que tenha sido confeccionada por outros criminosos que atuam no âmbito do fórum denominado ‘http://www.dogolachan.org’, hospedado na internet/deep web [parte da internet não indexada, acessível apenas por softwares específicos]”.