Não é novidade que responsabilidade nas redes sociais não seja o forte de de Danilo Gentili. Mas dessa vez, o apresentador do The Noite do SBT, parece ter ido longe.

Depois do filho de Jair Bolsonaro, Carlos Bolsonaro compartilhar uma publicação que sugere ligação entre a causa LGBT e orientações sexuais diversas a Pedofilia, Danilo Gentili compartilhou em seu Twitter – coincidência ou não – uma matéria ligando pedófilos a comunidade LGBT.

Como analisou o BuzzFeed (leia!), o humorista compartilhou uma matéria do “The Daily Carter” que dizia que “pedófilos acreditam que deveriam fazer parte da comunidade LGBT” (em tradução livre) a um site chamado “Instinct”, que por sua vez credita sua fonte como sendo blogs e tuítes.

Como também adiantou o editor Victor Nascimento do Buzz Feed, “No fundo, a matéria não traz nenhuma fonte confiável e cita apenas que “pessoas estão revoltadas no Twitter ao ouvirem falar que pedófilos estão se considerando uma orientação sexual.”

Nem é preciso ser muito inteligente pra saber que uma frase do tipo “Daqui a pouco vamos ter que aceitar ATÉ PEDÓFILOS” (ainda mais linkada a uma matéria do tipo) inevitavelmente incita desinformação e ódio a LGBTs (que NADA tem a ver com pedofilia, mas formam justamente o grupo q luta “ATÉ QUE A SOCIEDADE OS ACEITE”). DAQUI A POUCO, por qual razão? Qual aceitação está sendo difícil de aceitar afinal, pra se reclamar de uma suposta próxima dessa maneira? Se não é a intenção, é sempre importante nestes temas delicados, ter muito cuidado com as interpretações que o mesmo permite. Principalmente se sua opinião atinge milhões de pessoas.

Não a toa, muitos seguidores de Danilo já ligaram o assunto à causa LGBT e estão destilando homofobias, transfobias e outros comentários de ódio ligados a um grupo que nada tem a ver com a pedofilia, que definitivamente nunca foi defendida por qualquer movimento LGBT.

E aí o que pode ficar parecendo aos milhões de ignorantes que leem  a manchete e não se aprofundam no texto? Que pedofilia seria uma nova orientação sexual pela qual movimentos a favor da diversidade sexual (e humana!), como LGBT, lutariam. Em um país com índice de analfabetismo funcional, falta de leitura e interpretação de texto, deveria ser considerado crime tal atitude.

De maneira tendenciosa e desonesta, tanto Gentili quanto Carlos Bolsonaro (e também Jair Bolsonaro que acabou compartilhando matérias do tipo em seu Instagram) colaboram com o preconceito e ódio sofrido por LGBTs no dia a dia.

Não é piada. Não é humor. Humor não é desculpa pra oprimir quem já é oprimido. É apenas cruel e desumano propagar esse tipo de pensamento. Isso só incentiva a “razão” dos que nos odeiam e matam todos os dias sem motivo.

Vivemos no país que mais mata LGBTs no mundo. E quem diz isso não somos nós, é a Anistia Internacional. Pessoas que são assassinadas em crimes de ódio exclusivamente por ter uma orientação sexual ou identidade de gênero diferente da maioria da população.

Perder um irmão deveria ser algo já aprendido por Danilo Gentili em sua experiência de vida. Parece que não. Aqui nós perdemos todos os dias, Danilo. E posts como este seu, só colaboram pra isso.

Fora que, o apresentador do SBT parece ter amizade com muitas pessoas LGBTs famosas, colegas de profissão do standup, outros apresentadores de TV que apoiam a luta… Será que estes não se sentem incomodados ao terem suas existências ligadas ao crime de se ter relações sexuais com menores de idade, como sugere a matéria compartilhada? Ou ainda, saberem que muitos leem os posts do apresentador e saem por aí distribuindo mais ódio e preconceito? Que amizade é essa, né?

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).