Uma moradora de Seattle, no estado americano de Washington, descobriu que seus novos vizinhos eram fanáticos religiosos e homofóbicos. Lexi Magnusson resolveu instalar cerca de 10 mil luzes com as cores da bandeira LGBTQIA+ em seu jardim.

Ela tomou a decisão quando soube que alguns vizinho haviam se mudado de casa após descobrirem que seu filho frequentava uma escola inclusiva para LGBT’s. O colégio realizava assembleias falando positivamente sobre a comunidade trans e permitia que casais de lésbicas fossem ao baile juntas.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:
Contra vizinhos homofóbicos, mulher instala 10 mil luzes LGBTs no jardim de casa (Foto: Reprodução / Instagram)
Contra vizinhos homofóbicos, mulher instala 10 mil luzes LGBTs no jardim de casa (Foto: Reprodução / Instagram)

“Já que a agressão regular leva a acusações de agressão, optei pela agressão passiva”, disse ela ao Pink News. Magnusson é ex-mórmon. Seus vizinhos seguem a religião e achavam que ela compartilhava sua tendência a odiar as pessoas LGBT+.

Os vizinhos homofóbicos disseram que “queriam afastar os filhos desse tipo de influência  e de todas as pessoas que consideram esse estilho de vida normal”.

VEJA TAMBÉM:  Mapa identifica cidades e países mais amigáveis e seguros para os LGBTQ

“Não tenho preconceitos, absolutamente nenhum preconceito”, disse a ex-religiosa enfatizando que esse motivo a que a fez abandonar a igreja.