Uma postagem em um grupo do Facebook chamado Mães pela Diversidade traz uma nota de pesar sobre o falecimento de mais um LGBT. Na nota, a Coordenação Nacional do Movimento Mães pela Diversidade lamenta a perca de Victória Jugnet, 18, menina trans. Ainda segundo a nota, Victória estaria se sentindo ameaçada no atual cenário político do país, o clima de ódio e insegurança no meio LGBT levou a mesma a cometer suicídio.

Confira a nota completa postada no Facebook abaixo:

É com indescritível pesar, e os olhos embotados de lágrimas, que a Coordenação Nacional do Movimento Mães pela Diversidade, vem a público informar o falecimento de mais uma das nossas crianças. Victória Jugnet, menina trans 18 anos, filha da nossa mãe pela diversidade Alessandra do Distrito Federal.

Nos relatou a mãe que Vick andava deprimida e com muito medo do cenário político, das ameaças veladas, do clima de ódio e da sensação de estar indo pro abatedouro e hoje Vick cometeu suicídio! Que a culpa por essa vida que foi interrompida aos 18 anos, se aloje na consciência de quem espalha, relativiza e bate palmas para o ÓDIO e na de quem compactua com ele e é incapaz de exercer empatia com o semelhante.
É mais uma vítima indireta dessa LGBTfobia estrutural que MATA, que apavora e que destrói vidas.

De nossa parte, arrasadas, deixamos aqui todo nosso amor, solidariedade e o nosso luto a Alessandra que está passando neste momento pelo pesadelo que permeia a vida de toda Mãe e Pai de LGBT: perder um filho. 
Nossa lista só aumenta e ninguém faz nada, ao contrário, só piora.


Assista também:


VICTÓRIA JUGNET. PRESENTE
VICTÓRIA JUGNET. PRESENTE
VICTÓRIA JUGNET. PRESENTE na nossa memória, nos nossos corações e na nossa luta!

O NOSSO LUTO É VERBO!

Lucas Fortuna, Alexandre Ivo, Laura Vermont, Victor Reder, Plínio Henrique PRESENTES!