Enfim a hipocrisia! József Szájer, um político húngaro aliado de Orbán e responsável por reescrever a constituição da Hungria para “defender o matrimônio como sendo apenas entre homem e mulher”, foi detido em Bruxelas na última sexta-feira ao participar de uma orgia gay.

O motivo pela detenção policial em nada tem a ver com estar em uma suruba gay, mas sim pela quarentena, que proíbe aglomerações no país. A polícia chegou ao local após uma denúncia anônima para dispersar o grupo e o deputado estava no meio.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Ainda segundo o relatório policial, o político ainda tentou fugir e depois disse aos agentes que tinha imunidade parlamentar, conforme divulgado em vários meios de comunicação. A princípio, sua identidade não foi revelada, mas sua repentina renúncia disparou todos os alarmes.

Após o fato inesperado virar notícia, József Szájer virou chacota na Internet e acabou renunciando ao cargo. O agora afastado político vive em um casamento hétero desde 1983 com uma juíza. Ele também é fundador do partido do primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orbán, um dos poucos aliados de Bolsonaro na União Europeia

VEJA TAMBÉM:  Karol Eller mentiu e não sofreu homofobia, confirma delegada que investiga o crime
Político húngaro József Szájer admitiu que estava na orgia gay. (Foto: Reprodução / Euronews)
Político húngaro József Szájer admitiu que estava na orgia gay. (Foto: Reprodução / Euronews)
Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).