Usuários fake não são novidade em qualquer rede social ou aplicativo de encontros. Com o Grindr – aplicativo de encontros gays – acontece a mesma coisa e talvez até com mais frequência, uma vez que ainda são muitos os usuários “enrustidos”, “sigilosos” e chamados “fora do meio” que se aventuram em busca de encontros escondidos sem que possam ser identificados.

Pois bem. O compartilhamento no Twitter do print de uma conversa no aplicativo revelou o que deve ter sido uma das mais constrangedoras gafes de um perfil fake na plataforma. Tanto que o post acabou viralizando e teve milhares de visualizações e comentários.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Aquela seria mais uma vez em que o autor do print da conversa – que não foi identificado – usava o Grindr atrás de um encontro. Foi quando um perfil anônimo o chamou para conversar e ele naturalmente pediu a foto da pessoa pra saber com quem falava e se lhe interessava.

VEJA TAMBÉM:  Curta-metragem mostra como LGBTs se sentem ao beijar em público; assista

Foi aí que exatos 12 minutos se passaram até que a foto chegasse.

E então, quando finalmente a foto chegou, a surpresa! O cara mandou um print da sua tela, onde se via a busca por “selfies de caras comuns”. Sim, ele se enganou e esqueceu de salvar apenas a foto que buscou na web pra enganar o pretendente e acabou salvando o print da tela toda, exibindo ali sua própria busca por “selfies de caras normais”.

Sem acreditar que aquilo estava acontecendo, o autor do print ainda respondeu: “Estou vendo que você procurou por ‘fotos de caras normais’”. Silêncio. E logo em seguida então o usuário obviamente o bloqueou, sumiu e nunca mais voltou.

Na Internet, o print da conversa alcançou mais de 5.800 likes no Twitter e milhares de respostas de gays inconformados com o amadorismo da POC que tentou enganar o boy e só passou foi vergonha mesmo.

VEJA TAMBÉM:  Yag gera polêmica na web ao mostrar mimo que ganhou do namorado: um consolo duplo de 40 cm

“Que confusão!”, disse o autor do post com os dois prints de tela que mostraram a conversa constrangedora.

“Fotos de caras normais… O que seriam caras anormais?”, perguntou um dos internautas que reagiu ao post. “Esse deve ser o Mark Zuckerberg fazendo uma pesquisa anônima antes de comprar o Grindr”, “O cara nem disfarça!” e “TO GRITANDO!”, disseram outros.

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).