Sem surpreender ninguém, ex-Papa Bento XVI fez um novo ataque às pessoas LGBT + em novo livro lançado, informou o Pink News.

Segundo o jornal italiano Corriere Della Sera, o papa emérito de 93 anos – que se tornou papa em 2005, mas abdicou do cargo que foi ocupado então pelo papa Francisco em 2013 – deu uma rara entrevista a Peter Seewald sobre a publicação de uma nova biografia sua.

Nela, o ex-papa critica casamentos gays e questiona o tratamento dado aos homofóbicos pela sociedade atual.

Aparentemente se esquecendo do principal mandamento de Cristo (“amai-vos uns aos outros”), o ex-Papa Bento XVI se disse chateado com o fato de os homofóbicos serem “excomungados pelas pessoas hoje em dia”.

Em suas palavras: “100 anos atrás, todo mundo consideraria absurdo falar de um casamento homossexual. Hoje, alguém está sendo excomungado pela sociedade porque se opõe.”

Também condenando “a criação de seres humanos em laboratório”, o Papa Bento XVI acrescentou: “A sociedade moderna está no meio da formulação de um credo anticristão e, se alguém se opõe, está sendo punido pela sociedade com excomunhão”.

E como se não bastasse, concluiu em seus devaneios: “O medo desse poder espiritual do Anticristo é então apenas mais do que natural, e realmente precisa da ajuda de orações da parte de toda uma diocese e da Igreja Universal para resistir a isso”.

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).