Em entrevista ao jornalista Léo Dias, o sertanejo Eduardo Costa (aquele que ofendeu Fernanda Lima apenas por ela defender o feminismo e falar contra o machismo e homofobia, lembram?) deu mais uma demonstração de de como é intolerante e machista.

Ao ser questionado pelo entrevistador sobre qual seria sua reação se tivesse um filho gay, o cantor afirmou que não veria problema… isso é, se o filho não fosse afeminado! É isso mesmo.

“Se eu tiver um filho homossexual, você acha que eu vou ligar? É ruim, é triste? Claro que não. A parte triste é se esse filho levantar bandeira e dizer que todo mundo tem que ser viado”, afirmou.

E continuou: “Se meu filho é viado, (mas) tem postura, se veste bem, não fica aquele viado afeminado, cheio de trejeitos, mas tem o namorado dele lá, tem as coisas dele lá, no cotidiano é um homem que paga suas contas em dia, cumpre obrigações é um cara sério, então meu filho é viado, mas é muito mais macho que um monte que tem por ai”, disse ele. “O que cobro de qualquer ser humano, seja viado ou não, é postura”, completou.

Lembrando ao ignorante Eduardo Costa que é só porque tem veado bem veado mesmo, desses que levantam bandeira e dão muita pinta, que hoje seu filho poderia ser gay – discreto ou afeminado – na sociedade, se casar, ter direitos, dar as mãos ao namorado, basicamente existir… Quanta ignorância!

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:
Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).