Autoridades da cidade de Boston acabam de confirmar que não tem noção nenhuma ao permitirem a realização de uma Parada do Orgulho Hétero na cidade, que deverá ser realizada no dia 31 de Agosto.

Em uma conferência à imprensa realizada no último dia 26 de junho, organizadores do evento – que tem coragem, embora não tenham a menor noção – dizem que o intuito é celebrar a heterossexualidade, que eles descrevem como “maioria que vem sendo oprimida na América”.

Milo Yiannopolous, um político de direita famoso localmente, é uma das presenças aguardadas no evento.

Ainda que eles tenham conseguido permissão para realizar o evento (um protesto pelo que mesmo? qual direito lhes é negado?), a prefeitura da cidade se recusou a hastear uma bandeira do Orgulho Hétero ao lado de seu prédio, conforme pedido pelos organizadores.

Segundo o The New York Times, na coletiva realizada para anunciar o evento, um dos organizadores, John Hugo, afirmou que a intenção da celebração não é zombar dos eventos LGBTs, ou parecer ser anti-gay.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

“Eu concordo que é incomum ter algo assim, mas muitas coisas parecem impopulares no começo, mas depois elas se tornam populares”, disse Hugo.

E teve a pachorra de completar: “Nós não odiamos ninguém, nós só queremos ter nossa própria celebração como todo mundo tem o direito de fazer. Todas as pessoas de todas as comunidades são bem-vindas, desde que demonstrem respeito”.

A rota do Straight Pride Parade deve passar pelo Boston Public Garden e pelo Boston Common, terminando em frente à Prefeitura. O grupo ainda precisa da permissão do Departamento de Polícia de Boston, embora a polícia tenha indicado que a marcha seria autorizada a ir em frente.

Resta agora saber por qual direito esta maioria tão oprimida vai protestar, né?

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).