O jogador David Beckham sempre se mostrou um grande aliado da comunidade LGBT. Foram várias as vezes em que ele se pronunciou a favor da diversidade, além de ser grande amigo pessoal de celebridades LGBTs como Elton John.

Bem antes de “Era Pink Money”, David já se dizia “honrado” em ser considerado um ícone entre os gays. Acontece que agora ele deu um baita close errado e vem sendo duramente criticado na Internet por isso.

David Beckham, de acordo com o que foi noticiado, topou assinar um contrato de mais de 10 milhões de libras (mais de R$ 70 milhões) para ser “o rosto do Catar”, país que sediará a próxima Copa do Mundo.

De acordo com o Mail On Sunday, a lenda do futebol terá assim um papel fundamental na promoção da Copa do Mundo do próximo ano, que o Catar está sediando.

Só que no Catar, ser gay é crime. Segundo a lei da Sharia, que apesar de estar em vigor é pouco aplicada no país, o sexo gay pode levar a punições como prisão e até morte.

David Bekcham, a esposa Victoria Beckham e os filhos. (Foto: Reprodução / Instagram)
David Bekcham, a esposa Victoria Beckham e os filhos. (Foto: Reprodução / Instagram)

Claro que a notícia pegou mal e na Internet foram muitos os fãs e LGBTs que criticaram o ex-jogador. Uma fonte não identificada do Catar disse à publicação: “Este é um negócio que supostamente é ultrassecreto. Ele está sendo mantido em sigilo até que haja uma oportunidade de fechar sem que o RP de David seja muito afetado.

“Bem, essa é a esperança de qualquer maneira. O Catar está nas mãos dele. Há preocupações sobre sua reputação, mas há dinheiro suficiente em jogo para que a ótica não importe tanto.

“Dito isso, será pousado oficialmente em um momento oportunista”, afirmou a fonte. Um outro internauta acrescentou: “David tem tantos negócios lucrativos que você se pergunta: por que ele iria querer um como este?”

David – o marido da estrela e estilista das Spice Girls Victoria Beckham – já refletiu sobre sua popularidade entre os LGBTQs, dizendo às linhas de inquérito da BBC Radio 2 em 2007: “Estou muito honrado por ser considerado um ícone gay”.

Contactada pela revista Attitude, a assessoria do jogador se negou a comentar a notícia.

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).