A cantora Karol Conká deu uma militada errada no BBB21 que ninguém aqui fora entendeu…

Em uma conversa, a rapper se propôs a explicar o conceito de travesti, mas parece que acabou confundindo totalmente com drag queen e ainda tratou a palavra no gênero masculino.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

O momento surpreendeu muitos internautas LGBTs, uma vez que Karol Conká é conhecida justamente por militar, já tendo inclusive lançado música com travesti e drag queen ao mesmo tempo, quando fez parceria com Gloria Groove e Linn da Quebrada em Alavancô.

“Eu também queria me vestir de travesti… Só que as pessoas tem que entender que O travesti é uma arte, é um movimento…”, diz ela no papo durante o BBB21. Na gravação do vídeo (abaixo) é possível ouvir a voz do telespectador que gravou a tela da TV e a corrige: “A travesti!”.

Sobre a fala de Karol, vale lembrar aqui os enganos à quem estiver lendo e quiser se informar corretamente: Travesti (sempre no gênero feminino!) é uma identidade de gênero, não uma roupa ou arte pra qualquer um vestir e desvestir. Se vestir/arte seria na realidade o significado de drag queen.

VEJA TAMBÉM:  Sem Karol Conká, Avon contrata Lucas como garoto-propaganda

Assista ao momento abaixo:

“Quase nunca esses temas são debatidos em rede nacional e quando falam sai essa b*sta”, reclamou um internauta na postagem. Outro cobrou Karol Conká por seu histórico como bissexual e aliada da causa trans: “Ela já se pintou como aliada da causa trans, já lucrou com isso e vocês ainda acham que ela tem o direito??”.

A maioria dos comentários entretanto defende a cantora e pega mais leve, acreditando ter sido um engano de Karol Conká, que na realidade teria falado travesti pensando em drag queen durante o papo no BBB21.

Pena que não tenha ninguém com local de fala na casa pra avisar, já que o BBB não vê qualquer participante trans desde Ariadna no BBB8, a primeira e única há mais de uma década.

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).