A apresentadora Tata Werneck mostrou como é que se faz em seu programa Lady Night, que foi ao ar ontem (12) e teve como convidada ninguém menos que a drag queen Gloria Groove.

Errar é humano e ninguém nasce desconstruído, né? Ou melhor, a gente até nasce desconstruído… o problema é o que se constrói de acordo com o que a gente recebe da sociedade, pra conseguir então depois desconstruir o que não presta.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Por conta disso, Tata Werneck reconheceu em seu programa que já fez piadas transfóbicas no passado, quando não tinha essa consciência. A comediante aproveitou a presença da musa LGBT Gloria Groove em seu talkshow pra falar do assunto.

“Vou usar essa oportunidade, porque já fiz piada transfóbica aqui e a Linn da Quebrada falou comigo. E eu disse: ‘Me ajuda, então!’ porque nem eu sabia o que tinha feito”, disse Tata introduzindo o assunto.

VEJA TAMBÉM:  Christian Chávez já ficou com Beni Falcone e Tatá Werneck deu uma de cupido; entenda

E continuou: “Todo mundo erra, mas tem coisas que não são erros, são crimes. A comunidade LGBTQIA+ é a que mais morre. Quando eu sou transfóbica, estou falando de pessoas que até os 30 anos, a maioria é assassinada. Então estou sendo uma criminosa de verdade”.

Gloria Groove convidada do Lady Night, de Tata Werneck (Foto: Reprodução / Multishow)
Gloria Groove convidada do Lady Night, de Tata Werneck (Foto: Reprodução / Multishow)

A comediante lembrou então de como sua posição como famosa influencia outras mentes: “Minha obrigação como alguém que está a frente de um monte de gente lá no Instagram, está na televisão, é levar a informação correta. Porque se eu falo errado, milhões de pessoas vão falar. E não tem mais o pretexto da piada pra isso, porque não é piada. Não é engraçado, é crime”.

Então chega o momento em que Tata Werneck pede desculpas por algo que tenha feito: “Se neste espaço eu fiz alguma piada transfóbica, gostaria de pedir desculpa e dizer que eu quero muito poder também usar esse espaço pra falar as coisas corretas. Porque eu não faço mais do que a porra da minha obrigação. Quero pedir desculpas do fundo do meu coração”.

Após o desabafo de Tata Werneck, Gloria Groove então se manifestou: “Na verdade, essa vulnerabilidade que você assumiu com maestria é uma coisa que, por incrível que pareça, é difícil. Das pessoas se colocarem nesse lugar de ‘Ei, qqui, não era bem isso! Vou me retratar!’. Não sei porque existe um orgulho bem alto assim nas coisas que a gente não conhece direito”.

Assista ao vídeo do momento abaixo:

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).