Em recente entrevista ao jornal italiano La República, o cardeal Angelo Becciu, que é muito próximo ao Papa Francisco, falou abertamente sobre homossexualidade e pediu respeito aos LGBTs.

Ainda na conversa, o religioso afirmou que não vê problema em um homossexual ser padre. Para ele, o mais importante seria o respeito aos votos que são feitos, antes da consagração.

“Ser gay não é um pecado. Porém muito mais que uma aprovação do mundo gay, se trata de respeito. É possível ser gay e viver como um bom sacerdote. O importante é respeitar o voto de castidade, porque essa é a verdadeira escolha”, explicou ele.