O projeto Es(trans)geiros, criado pelo professor de inglês Thiago Peniche do Rio Janeiro, está oferecendo aulas gratuitas de inglês para pessoas trans e travestis. Além do viés educacional, o Es(trans)geiros é também um espaço de troca de experiências e criação de laços.

“Eu decidi fazer esse projeto porque a discriminação muitas vezes rouba das pessoas trans o direito ao estudo e torna difícil o acesso ao mercado de trabalho. Eu quero contribuir para que mais pessoas trans tenham uma segunda língua no currículo.”, declara Tiago que também é um homem trans.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

E explica: “Tive o privilégio de poder ter feito um curso, mas muitas e muitos nunca tiveram essa oportunidade. É por isso que eu decidi repassar os meus conhecimentos. Quero contribuir para que todxs tenham a oportunidade de aprender inglês, como eu tive.”

Segundo ele, o curso ainda fornece a oportunidade das pessoas se conectarem e fazerem amizades em um espaço confortável, onde não precisam sentir medo de sentir preconceito: “É muito legal porque temos alunes já senhoras e alunes mais jovens, então além de um espaço de socialização, é também um espaço de aprendizado e troca de experiências”.

VEJA TAMBÉM:  Vídeo explica o que acontece e como lidar com uma pessoa que tenta suicídio

As aulas acontecem todo sábado, as 15h30, num espaço cedido por uma Igreja Inclusiva, na Rua do Senado 222 – Centro. “Não tem requisito nenhum! Temos alunes de todas as idades, não precisa levar documento”, explica o professor.

Thiago e os alunos do Es(trans)geiros

Para pessoas que preferirem podem mandar mandar mensagem pelo facebook ou instagram pela praticidade. O facebook é Thiago Peniche, e o instagram é @thiagopeniche. “Aqueles que não tem email, facebook ou qualquer rede social, basta comparecer no local das aulas no sábado”.

A iniciativa do Thiago é maravilhosa, mas nem tudo são flores, ele está fazendo uma vakinha virtual para arrecadar no mínimo 100 reais neste mês para: impressão de material didático, xerox e recarga de caneta para os alunos. Para contribuir clique aqui.