O Papa Francisco telefonou diretamente para um casal gay italiano e os ajudou a enfrentar o medo do preconceito na Igreja Católica. Andrea Rubera e seu marido são pais de três filhos pequenos e gostariam que eles fizessem catequese, mas temiam o preconceito.

Em 2015, Rubera foi questionado se iria a uma missa celebrada pelo chefe da Igreja Católica na pousada Santa Marta do Vaticano. O rapaz levou uma carta ao líder religioso e expôs o receio.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:
Papa telefona a casal gay e ajuda e enfrentar preconceito na igreja (Foto: Reprodução)
Papa telefona a casal gay e ajuda e enfrentar preconceito na igreja (Foto: Reprodução)

Passado alguns dias, Francisco telefonou diretamente para família: “Eu atendi e era a voz do  me perguntando: ‘Sr. Rubera, é você?’ “disse Rubera ao National Catholic Reporter. ‘Acho que você deveria fazer isso’, Rubera lembra o Papa dizendo. ‘Vá até o pastor, peça uma reunião, apresente-se de forma transparente e estou bastante confiante de que tudo vai ficar bem’.

O casal seguiu os conselhos do Pontífice e os três filhos do casal realizaram catequese. Atualmente, as crianças são coroinhas da igreja. “Foi algo que realmente me ajudou a sair de um beco sem saída “, afirmou o italiano.

VEJA TAMBÉM:  Papa reconhece que errou ao dizer que “feminismo é machismo de saia”