Diz o ditado que a justiça tarda, mas não falha. Parece que sim! Pouco depois de ser noticiado que um bolsonarista terá que indenizar o ex-deputado federal Jean Wyllys por compartilhar fake news, agora vem aí mais uma condenação a outro espalhador de mentiras que apoia o presidente Bolsonaro.

O blogueiro bolsonarista Oswaldo Eustáquio Filho foi condenado pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro a pagar R$ 15 mil reais de indenização ao jornalista Glenn Greenwald.

Em Agosto de 2019 ele postou em suas redes sociais que a mãe de Glenn, que estava em um câncer terminal do qual acabou falecendo meses depois, não tinha a doença e tudo era uma invenção pra que o jornalista e seu marido, o deputado David Miranda (PSOL) pedissem visto de urgência para viajarem com os filhos para os Estados Unidos, onde ela morava.

Ainda segundo noticiado pela Folha de São Paulo na coluna da jornalista Monica Bergamo, o blogueiro tentou alegar em sua defesa que “concluiu isso analisando as postagens da mãe de Glenn nas redes sociais”, o que também não ficou claro uma vez que nada denotava que ela não estava com câncer.

No julgamento de primeira instância em fevereiro, o juiz que analisava o caso, Antonio Carlos Maisonette Pereira, confirmou que os posts eram além de crime, uma ofensa a Glenn e ultrapassava a legitimidade de uma crítica, além de ferir a ética de faltar com a veracidade das informações.

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).