O modelo Bernardo Ribeiro, de 23 anos, participou no último domingo (26) do Mister Rio CNB 2019. O jovem foi o primeiro homem trans a fazer parte do elenco da competição.

No evento, ele representou o município de Rio das Pedras e disputou o título com outros 19 homens cisgêneros. A participação de Bernardo só foi possível apos o Mr. World e Mister Internacional, ambos representados pelo CBN, divulgarem que, a partir do ano passado, candidatos trans poderiam realizar inscrições.

Bernardo revelou que realizou o sonho de representar a comunidade trans que não tem voz nesse espaço. “Quando ouvi na minha agência que as inscrições para o concurso estadual estavam abertas, me inscrevi no casting e passei. Foi um momento de grande felicidade e, mais do que isso, de aceitação pela pessoa que eu realmente sou”, contou.

Durante a competição, o modelo desfilou sem camisa, mostrando um peitoral limpo e livre de qualquer cirurgia masculinizadora, além de exibir toda sua beleza e coragem frente ao público e aos jurados.

Bernado Ribeiro/Foto: Reprodução
Bernardo Ribeiro/Foto: Reprodução

O diretor do CNB no Brasil, Henrique Fontes, disse que é “uma alegria” incluir pessoas trans no concurso nacional de beleza. “Todos que fazem parte de nossa empresa, acreditamos que a aceitação dessas pessoas representa um passo muito significativo para os concursos de beleza no Brasil. O respeito, a diversidade, o amor ao próximo e a tolerância, são valores que cultivamos. Esperamos que o Bernardo seja o primeiro de muitos, as portas estão abertas”, disse no site do concurso”, afirmou no site do evento.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Apesar do vislumbre de toda a representatividade, Bernardo Ribeiro não levou a faixa, que ficou nas mãos do modelo e jogador de basquete João Elias Mothé, homem branco, cis, de 24 anos. Por conta disso, Ribeiro fica fora do Mister Brasil, em setembro.

Embora não tenha vencida, Bernardo frisa que a própria participação já é uma vitória, uma vez que ele representou com maestria toda a comunidade trans. “Muitas pessoas agora sabem que podem sonhar. Abro uma porta para milhares de trans, homens e mulheres, que estão me acompanhando e sabem que também poderão estar aqui um dia. É sentimento de libertação”, disse.

O jovem, em entrevista ao NLUCON, disse estar agradecido pela oportunidade. “Foi muito legal, uma experiência bacana, toda essa galera me respeitou. Agradeci a todos os misters por terem me respeitado, sido carinhosos e legais comigo, sem nenhum preconceito”, declarou.

As fotos de Bernardo foram divulgadas no site do evento seguido de uma mensagem de parabenização pela coragem e pioneirismo. “São tempos de inclusão, respeito, ou no mínimo, de tolerância, valores que sempre fizeram parte da nossa organização. É uma porta que está sendo aberta e que jamais deverá ser fechada. Parabéns ao Bernardo pela coragem e por abrir caminho para tantos que sonham e agora podem chegar lá!”, escreveram.

Bernardo Ribeiro/Foto: Instagram
Bernardo (no centro) e os demais participantes do Mister Rio de Janeiro 2019/Foto: Reprodução