Steven Anderson é um pastor americano responsável e fundador da Igreja Batista da Palavra Fiel no Arizona. Bom, além de “cristão”, ele também é um homofóbico da pior espécie. Para você ter uma ideia, seu ódio por homossexuais é tanto, que ele até já elogiou o atirador que matou 49 pessoas na boate LGBTQ Pulse, em Orlando.

Entretanto, ao que parece, o pastor está colhendo todo o ódio que planta. Na última semana, a Irlanda proibiu a entrada de Anderson no país. Conforme noticiou o site Gay Star News, o decreto proibindo a entrada do “religioso” em território irlandês foi assinado por Charlie Flanagan, que é Ministro da Justiça e da Igualdade desde junho de 2017.

“Eu assinei a ordem de exclusão sob meus poderes executivos no âmbito dos interesses das políticas públicas da Irlanda”, declarou o ministro irlandês. Vale ressaltar que, além do decreto, mais de 14 mil pessoas assinaram uma petição pedindo que as autoridades locais proibissem a entrada do pastor homofóbico no país.

Steven Anderson – o pastor homofóbico

É importante ressaltar ainda que, segundo o Irish Independent, Anderson já foi banido de 26 países da União Europeia no espaço Schengen.