Quatro autores cancelaram seus contratos com a agência literária de JK Rowling depois que a mesma se recusou a emitir uma declaração pública em apoio aos direitos das pessoas trans.

Drew Davies, Fox Fisher e Ugla Stefanía Kristjönudóttir Jónsdóttir deixaram seus cargos na Blair Partnership, sediada em Londres. Ainda foi noticiado que um outro autor deixou a agência, mas deseja permanecer anônimo.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Davies, Fisher e Jónsdóttir disseram que pediram à Blair Partnership que “reafirmasse seu compromisso com os direitos e a igualdade de transgêneros” após os comentários transfóbicos do autor de Harry Potter no Twitter no início deste mês.

“Depois de nossas conversas com eles, sentimos que eles eram incapazes de se comprometer com qualquer ação que julgássemos apropriada e significativa”, escreveram em comunicado conjunto.

E continuaram: “A liberdade de expressão só pode ser mantida se as desigualdades estruturais que impedem a igualdade de oportunidades para grupos sub-representados forem desafiadas e alteradas.

VEJA TAMBÉM:  Casal gay em "DuckTales" enfurece fundamentalista cristão nos EUA

As afirmações para apoiar as pessoas LGBTQIA como um todo precisam ser seguidas por ações significativas e impactantes, interna e publicamente. Como nós mesmos, LGBTQIA, nos sentimos fortemente em ter uma agência que apóia nossos direitos de todas as formas e não endossa opiniões que vão contra nossos valores e princípios. ”

Eles estenderam sua solidariedade à comunidade trans e a outros que possam se sentir “vulneráveis, alienados e sem apoio”. Por fim, como muitas outras celebridades em apoio à população trans, eles declararam: “Mulheres trans são mulheres, homens trans são homens e identidades não binárias são válidas”.

Davies, Fisher e Jónsdóttir também fizeram uma doação coletiva à Shakti Women’s Aid, que faz parte do movimento Scottish Women’s Aid e apóia as mulheres BAME que sofreram abuso doméstico.

“Gostaríamos de convidar outras pessoas a doar para eles também, ou qualquer outra instituição de caridade que trabalha no Movimento de Mulheres para a Ajuda no Reino Unido ou instituições de caridade que trabalham diretamente com pessoas trans”, concluíram.

VEJA TAMBÉM:  Ao lado da esposa, primeiro papai trans do Vietnã dá à luz à filha do casal
Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).