Em setembro de 2020, “educação sobre diversidade e pessoas LGBTs” se tornará matéria obrigatória no currículo do ensino básico das escolas primárias do Reino Unido. Além disso, “relações inclusivas LGBTs” e “educação sexual” serão matérias obrigatórias no ensino fundamental por lá.

Todas as crianças do ensino básico aprenderão sobre diferentes tipos de famílias, incluindo aquelas com pais do mesmo sexo, enquanto os alunos do ensino fundamental aprenderão sobre orientação sexual e identidade de gênero.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Além disso, nas cidades de Brighton e Hove ainda, as escolas primárias serão incentivadas pelo governo a oferecer “educação sexual não estatutária” além do que será exigido, segundo publicou o portal britânico Pink News.

VEJA TAMBÉM:  Montado, estudante apresenta dissertação sobre Pabllo Vittar e recebe maior nota do Mestrado

Membros do “Comitê de Crianças, Jovens e Habilidades” da cidade serão convidados a analisar com uma declaração sobre educação pessoal, social, de saúde e econômica (PSHE) em uma reunião online neste dia 15 de junho.

A declaração diz: “Nossa cidade é conhecida por sua natureza de pensamento livre, aberta e inclusiva. Promovemos aceitação e o respeito pela diferença. Isso está em nosso coração. Gostaríamos de agradecer às nossas escolas pelo trabalho que  fazem para planejar e oferecer educação pessoal, social, de saúde e econômica.

E continua: “Esta matéria curricular ajuda a garantir que nossas crianças e jovens tenham o conhecimento e as habilidades necessárias para levar uma vida segura, feliz e saudável agora e no futuro. Isso lhes permite entender e respeitar, de maneira apropriada à idade, a diversidade de orientações sexuais identidades de gênero em Brighton e Hove, e as prepara para a vida no mundo moderno. ”

VEJA TAMBÉM:  Londres suspende contratos com 11 países onde ser LGBT é crime

Lindo, né? A declaração ainda lembra: “Nossa esperança é que as escolas primárias de Brighton e Hove escolham oferecer educação sexual não estatutária – como muitas já fazem há algum tempo -, pois isso apóia o aprendizado sobre a puberdade e os ajuda nas perguntas que as crianças fazem”.

“Continuaremos a apoiar as escolas para ouvir quaisquer preocupações levantadas pelas comunidades de pais e responsáveis ​​sobre essa matéria do currículo. Esperamos que as escolas possam oferecer segurança e concordar com os valores aqui compartilhados.

Os elementos não estatutários incentivados pelo conselho de Brighton e Hove trabalharão para “prevenir o sexismo, impedir o bullying homofóbico, bifóbico e transfóbico, apoiar o bem-estar e garantir que todos os alunos e alunos estejam preparados para a vida e o trabalho no mundo moderno”.

VEJA TAMBÉM:  Homem trans dá à luz com parto humanizado e registra momento em fotos incríveis
Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).