Com o objetivo de auxiliar no combate ao coronavírus e realizar ações em homenagem ao Dia Internacional de Combate à LGBTfobia (17 de maio), a prefeitura do Rio de Janeiro vai distribuir máscaras com a bandeira arco-íris LGBT+.

A iniciativa é da Coordenadoria Especial da Diversidade Sexual (CEDS), que, devido a expansão da pandemia, teve toda as atividades para o mês cancelada. Ao todo, foram fabricadas 500 máscaras que serão distribuídas gratuitamente. 

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

“Nossa ideia foi de conscientizar a população sobre a importância do uso das máscaras contra a propagação do coronavírus e levar uma mensagem positiva contra a LGBTfobia e o preconceito”, explica o Coordenador Especial da Diversidade Sexual Nélio Georgini.

O filho do governador do Rio de Janeiro, Erick Witzel, é funcionário da CEDS e afirma que “Entre a população LGBT, tem muitas pessoas em empregos informais, que ficam em situação de extrema necessidade em uma crise”.

Erick, que é um homem trans, acrescenta que: “Além disso, muitos são profissionais do sexo. Para essa população, que já é muito suscetível em situações normais, agora tudo se agrava. Nós da CEDs estamos fazendo um trabalho de prevenção, buscando diminuir os riscos”.

Outra ação realizada pela CEDS no  Rio foi a distribuição de cestas básicas para os LGBTs em situação de vulnerabilidade e instituição que apoiam esse grupo. No total foram 950 cestas básicas, com a distribuição mais recente, de 200 pacotes, ocorrendo em 28 de abril.