Um dos comerciais mais clássicos da história da publicidade brasileira, “O Primeiro Sutiã”, de 1987, acaba de ganhar uma versão atualizada e emocionante.

Vale lembrar que a versão original – criada pela W/GGK, por Camila Franco e Rose Ferraz com direção de criação de Washington Olivetto – fez história por colocar a mulher como protagonista da sua história e o sutiã como um momento seu, e não apenas como arma pra seduzir macho como a publicidade tradicional brasileira fazia até então. Na época, inclusive, a publicidade ganhou inúmeros prêmios em festivais pelo mundo todo.

Pois bem. Os tempos passam e a humanidade evolui. A nova versão refeita em um formato de curta-metragem e refletindo dilemas atuais traz a realidade de um pai que descobre que seu filho é transgênero, ou seja, na verdade é uma mulher trans.

Após enfrentar seus preconceitos, dilemas e expectativas que sempre teve para “um filho homem”, ele não apenas compreende e acolhe sua filha, mas lhe dá o seu primeiro sutiã.

A peça foi criada pela Madre Mia Filmes para a Associação Nacional de Travestis e Transexuais e tem como inspiração a história real de Hugo Calvan, que aos dez anos de idade já se entendia trans, tornando-se Ludmila. A família felizmente o acolheu e já aos 12 anos ele ganhou seu primeiro sutiã.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Assista ao vídeo abaixo:

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).