Alguns dos maiores bancos do mundo impediram seus funcionários de se hospedarem em hotéis pelo mundo que sejam de propriedade do sultão de Brunei. 

A diretriz se dá em retaliação à nova lei do país que condena homossexuais a serem apedrejados até a morte.

Desde que a medida foi divulgada, várias celebridades e empresas anunciaram que boicotariam empresas de propriedade de Brunei, como hotéis de luxo e companhias aéreas nacionais. Hotéis da rede do sultão de Brunei chegaram a apagar suas redes sociais pelo excesso de críticas.

Agora, os principais bancos aderiram ao boicote. O Citigroup, o Deutsche Bank, o Goldman Sachs, o Jefferies e o Nomura retiraram 45 hotéis de propriedade global do Sultan Hassanal Bolkiah de uma lista de lugares aprovados para todos os seus funcionários.

Rich Handler, diretor executivo da Jeffries, disse ao Financial News que o banco “apóia os direitos humanos de todas as pessoas, independentemente de raça, religião, cor ou preferência sexual”.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

O Deutsche tomou a decisão no início do mês em apoio aos direitos LGBTI. O diretor de risco, Stuart Lewis, disse que o Deutsche tinha o “dever de firmar uma ação contra eles”.

Alguns dos hotéis afetados incluem o Hotel Bel-Air, em Los Angeles, o Le Meurice, em Paris, o Hotel Plaza Athénée e o Hotel Eden, em Roma. No Reino Unido, vários hotéis da Coleção Dorcherster foram afetados.

No sábado (6 de abril), centenas de manifestantes se reuniram em frente a um dos Dorchesters em Londres para protestar contra as novas leis. Mas a Dorchester Collection, que opera os hotéis, criticou os boicotes.

“Entendemos a raiva e a frustração das pessoas, mas essa é uma questão política e religiosa que não acreditamos que deva acontecer em nossos hotéis e entre nossos 3.630 funcionários”, disse a Coleção em um comunicado.

‘Estamos profundamente entristecidos pelo que está acontecendo agora e pelo impacto que isso está tendo em nossos funcionários, convidados, parceiros e fornecedores em particular. Nossos valores estão muito distantes da política de propriedade.

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).