O ator de filmes adultos gays Billy Santoro continua sendo uma pessoa difícil de defender…

Poucos dias depois de ser despejado de seu apartamento em Sydney, na Austrália, ele recorreu às redes sociais para fazer uma confissão: uma suposta tentativa de suicídio que ele alardeou nas redes sociais alguns meses atrás, foi simplesmente uma farsa.

Billy Santoro e seu marido, Gage, divulgaram a notícia da suposta tentativa de suicídio postando fotos mostrando o ator em uma cama de hospital no dia 2 de junho no Twitter, junto com um apelo desesperado. “Na noite passada, o homem que eu tanto amo tentou o suicídio com base no ódio que recebeu. Peço que parem!”, escreveu Gage na postagem.

E continuou: “Parem o que vocês estão fazendo! Ele já se desculpou por seus erros em todas as plataformas e mesmo assim, o ataque continua. Mandem amor, por favor. #OraçõesParaBilly.”

Post de namorado de Billy Santoro alegando tentativa de suicídio era fake. (Foto: Reprodução / Twitter)
Post de namorado de Billy Santoro alegando tentativa de suicídio era fake. (Foto: Reprodução / Twitter)

O ataque da Internet em cima de Billy se referia à críticas dele na época dos protestos antirracistas logo após o assassinato de George Floyd, quando ele teve a pachorra de postar: “Hahaha. América! Você deixou seus negros saquearem você como forma de protesto. Acorde! Atire primeiro!”.

Billy Santoro é detonado após post criticando protestos antirracismo. (Foto: Reprodução / Facebook)
Billy Santoro é detonado após post criticando protestos antirracismo. (Foto: Reprodução / Facebook)

A reação negativa contra os absurdos ditos por Billy Santoro foi tamanha que até a plataforma JustForFans, onde ele vende pornô online, retirou seu perfil do ar.

Depois da péssima repercussão, o ator se desculpou publicamente e culpou o uso de metanfetamina por suas falas racistas.

Agora, ao admitir outro erro, fingir tentativa de suicídio para silenciar seus críticos, Billy Santoro foi novamente inundado de críticas, é claro.

Parece que não aprende, né?

Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).