Com essa, seus assassinos e mandantes do assassinato não contavam. Marielle Franco não apenas vive, como virou semente e floresce, inspirando uma geração de novos políticos no Brasil como David Miranda, Tavata do Amaral, Sâmia Bonfim, dentre outros. Mas estas não são as únicas provas de que Marielle deixará um longo – e necessário – legado.

Foi revelado que após virar nome de estação de metrô na Argentina, a vereadora carioca Marielle Franco, assassinada a queima roupa no ano passado, também dará nome a um jardim no centro de Paris, na França.

O lugar escolhido pela Comissão de Denominação de Ruas de Paris é uma praça ao lado da Gare de l’Est, uma das principais estações de trem da cidade.

Anne Hidalgo, a prefeita da capital francesa, manifestou em fevereiro deste ano o seu apoio à intenção de dar o nome de Marielle a algum local de Paris, durante conversas com a ONG RED.Br – Rede Europeia pela Democracia no Brasil, a idealizadora do projeto inicial. O esboço da proposta foi aprovado no dia 1º de abril, pelo Conselho de Paris.

A atitude faz parte de uma série de homenagens que a prefeitura de Paris vem fazendo à vereadora carioca desde a sua morte, em 14 de março de 2018. 

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:
Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).