O presidente do Brasil – e homofóbico assumido – Jair Bolsonaro, não perde uma oportunidade para citar negativamente e/ou prejudicar LGBTs, não é mesmo? Em seus 28 anos como deputado foram muitas as ofensas e preconceitos absurdos proferidos em programas de quinta-categoria, o que o alçou à fama. Agora, como presidente, em 7 meses de governo, não tem sido muito diferente.

Depois de tirar cartilha sobre saúde sexual de homens trans do ar do ministério da saúde, acabar com pasta de diversidade do ministério da educação, tirar pauta LGBT das Diretrizes de Direitos Humanos, deixar que Damares Alves cancele pasta de diversidade do Ministério dos Direitos Humanos, extinguir redes sociais do governo que falavam de HIV, dentre outras atitudes completamente sem justificativa senão seu ódio, ignorância e preconceito, o presidente agora vetou qualquer incentivo público a filmes que tenham temática LGBT. Que fique claro: apenas filmes com temática LGBT.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:
VEJA TAMBÉM:  Drag queen Ikaro Kadoshi escreve carta de agradecimento a Bolsonaro... e você vai concordar com ela!

No último domingo, sem qualquer vergonha em comemorar o ato que configura censura além de LGBTfobia, o presidente comemorou a medida em seu Instagram:

Aí que a cantora Anitta, ao ver o post do presidente, não se conteve e partiu pra cima tirar satisfação. Aparentemente surpresa por Bolsonaro estar se revelando homofóbico ao dizer coisas como “durante a campanha o senhor disse não ser homofóbico” (algo que todos nós já sabíamos ser balela há muito tempo), ela cobrou ao presidente explicar por qual razão o veto vale apenas para obras LGBTs, sendo que há filmes de temática LGBT extremamente educativos para toda sociedade, como “Billy Elliot”, como ela mesma lembrou, que ensina não apenas sobre LGBTs, mas questões de machismo, sexismo e gênero de maneira extremamente didática e correta através do entretenimento.

VEJA TAMBÉM:  Ministério da Educação desmonta pasta que defendia diversidade

“Mencionar apenas a comunidade LGBT em seu post, sem explicações, não passa ideia de que conteúdo LGBT deve ser banido? Estimula seus seguidores a pensarem que conteúdo familiar não pode ter menção LGBT, assim como vi em alguns comentários aqui”, afirmou Anitta.

Confira abaixo os prints do comentário de Anitta ao presidente na íntegra:

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).