Enquanto o governo do presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, vem aleatoriamente por puro preconceito e ideologia, cancelando o turismo LGBT dos planos de incentivo do Ministério do Turismo do país, um levantamento da secretaria de turismo da prefeitura do Rio de Janeiro revelou a importância da comunidade LGBT para a área só na capital fluminense.

Segundo informou o G1, a renda total é de R$ 1,5 bilhão de reais gerada através do turismo com o carnaval da cidade. Quanto ao gasto diário das pessoas durante o evento, o turista nacional gasta em média R$ 198,00 por dia e o internacional R$ 538,82.

Já fazendo o recorte ao turista LGBT, o gasto sobre de R$ 198,00 do folião hétero nacional para R$ 302,10, um aumento de quase 50% do gasto médio do.

O levantamento, feito pela Riotur e pela Coordenadoria Especial da Diversidade Sexual, órgãos da Prefeitura do Rio, em parceria com o Observatório do Turismo da Faculdade de Turismo e Hotelaria da Universidade Federal Fluminense (UFF), revelou ainda que o perfil gay masculino jovem, com média de 26 anos de idade, solteiro, com nível superior de escolaridade em sua grande maioria, renda média de 8,7 salários mínimos, também superior ao heterossexual neste recorte.

60% dos entrevistados na pesquisa utilizaram o avião como meio de transporte para chegar à cidade e, em média, já visitaram o Rio de Janeiro aproximadamente sete vezes, sendo que 30% já estiveram na cidade mais de 10 vezes.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Ao serem questionados do porque da escolha do Rio como destino, 42% disseram considerar um “destino gay friendly”. Se recomendariam o carnaval carioca, 93,6% disseram que sim e 94,6% garantem que pretendem retornar à cidade para continuar gastando seu pink money em terras cariocas.

A maior motivação para o turismo na cidade foi a recomendação de amigos e familiares, seguida pelo reconhecimento de se tratar de um destino amigável LGBT. 

A pesquisa contou com 614 questionários completos e foi feita entre os dias 28 de fevereiro e 04 de março. As informações foram colhidas em diversos pontos frquentados pelo público LGBT em peso, tais como as ruas Farme de Amoedo e adjacências,em Ipanema; os blocos TocoXona, Banda de Ipanema e Simpatia é quase amor; as festas JukeBox, Revolution Party, ToyOz, BITCH + The Week, Rio Life Style Festival e o camarote CandyBox, no Sambódromo.

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 100 milhões de visualizações e 800 mil inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).