Nas últimas semanas, vários sites de entretenimento pornô vem liberando acesso gratuito à conteúdos antes pagos. O motivo, claro, é a quarentena. A ideia é manter, de toda forma, as pessoas em casa.

Produtoras como PornHub, MundoMais, Hot Boys e Meninos Online são exemplos, mas site Brasileirinhas, famoso entre os héteros, não entrou na onda.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

Em entrevista para o Uol, o CEO e sócio do Brasileirinhas, Clayton Nunes, criticou a atitude das demais produtoras.

Segundo ele, o acesso ao conteúdo pornô está muito fácil hoje em dia, inclusive para crianças.

“Sou totalmente contra. Quem libera esse tipo de conteúdo, seja na TV paga ou na internet, está também abrindo a possibilidade para o acesso por parte de crianças Nosso acervo é e sempre foi fechado. A gente sabe muito bem que está lidando com conteúdo adulto, e que não pode ser acessado por menores. Empresa que abre conteúdo”

O shade foi especificamente para conteúdos pornô televisivos. O Sexy Hot, principal canal adulto do Brasil, abriu seu sinal em várias operadoras.

VEJA TAMBÉM:  Cobrada por fãs, Anitta explica por que não vai fazer show online na quarentena

E aí, concorda ou descorda dele?

Avatar
22 anos, geminiano, mineiro, jornalista formado pela UEMG. Apaixonado por música e artes de modo geral. Ex-bailarino na teoria mas danço nas festinhas bastante. Sonho em ser amigo da Rihanna e da família da Beyoncé. Provável futuro ex-bbb e quem sabe vencedor da Fazenda.