A CasaNem, no Rio de Janeiro, recebeu um local definitivo nessa sexta-feira, dia 11, depois de 5 anos de luta. O novo endereço fica no Flamento, na Zona Sul, e foi cedido por meio da ação das secretarias de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos e das Cidades e o Governo do estado.

CasaNem finalmente conquista endereço definitivo no Rio
Ato de reintegração de posse do antigo imóvel ocupado pela CasaNem | Foto/Brasil de Fato

“Os moradores da Casa Nem precisam de acolhimento e segurança. Sabendo da urgência do assunto, o Governo do Estado, em tempo recorde, organizou a burocracia necessária para permitir a cessão de um dos nossos imóveis para atender esta demanda. Vamos levar um pouco de tranquilidade para pessoas que realmente precisam e esperamos estar contribuindo para uma sociedade mais igualitária“, explicou Juarez Fialho, secretário de Estado das Cidades, ao portal Diário do Rio.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

“A comunidade LGBTI é a que mais sofre com o abandono dos familiares e a invisibilidade da sociedade. Entregar esse novo espaço de acolhimento é apoiar e dar continuidade a uma causa nobre”, afirmou Cristiane Lamarão, secretária de Estado de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos. Já para Thiago Miranda, subsecretário de Direitos Humanos e Coordenador do Programa Rio Sem LGBTIfobia, o Governo do Estado não poderia ficar inerte perante essa situação. “Enquanto poder público estadual, não poderíamos nos omitir não prestando assistência à população LGBTI da CasaNem. Abrigamento não é nossa responsabilidade, mas abraçamos a causa”, disse Thiago.

Indianarae Alves Siqueira, fundadora da CasaNem, comemorou nas redes sociais “A CasaNem provou que um outro mundo é possível”.

View this post on Instagram

É, agora é oficial! Foram muitas lutas e toda luta pra assim ser chamada precisa de adversarios e esses foram muitos. E parecia que nos espreitavam a cada curva. E nós só queríamos saber depois da curva ali o que tinha pra nós. Então esperamos e depois da curva logo atrás do castelinho vcs nos encontrarão a beira mar do bairro do Flamengo . Pra quem já teve tantas incertezas . Pra quem já passou fome. Pra quem a vida tirou todas as possibilidades e ainda assim espera o temporal passar e sorri para que vocês possam nos encontrar ali depois da curva como um pote de ouro no fim do arco-íris. Quando perguntarem a vocês, e depois da curva hein? Respondam: Tem a CasaNem com viado, sapatão, Transvestigenere, TransAgenere, gates, cachorres e Putes de luta. Logo ali. Depois da curva do tunel ali na rua 2 de Dezembro n°09. Convidamos vocês a nos visitar quando a tempestade da pandemia passar. " Nós somos sementes de Marielle que brotaram contra bolsonaro". #CasaNemCasaViva 🌈 Vídeo por: @pokirah

A post shared by CasaNem (@casanem_) on

Atualmente, a casa abriga 26 pessoas, em sua maioria transexuais e travestis, e desenvolve programas sociais que alcançam direta e indiretamente mais de 100 pessoas.

 

Veja o vídeo da cerimônia de entrega das chaves:

View this post on Instagram

Cerimônia de entrega da chave, moradia CasaNem 🔑

A post shared by CasaNem (@casanem_) on