Em uma simples canetada, o presidente russo Vladimir Putin promulgou formalmente uma série de emendas anti-LGBTQ+, proibindo direitos e igualdade na Rússia, como casamento e adoções por LGBTs, tudo isso justificado sob “crença em Deus” como sendo um valor central do país. As informações são da OUT.

As emendas homofóbicas e transfóbicas, que passam a valer agora, foram aprovadas em julho passado em um referendo nacional, com mais de 77% dos eleitores votando em apoio às medidas. De acordo com um relatório da AP, as novas regras também redefiniram os limites de mandato de Putin como presidente, o que significa que ele pode servir por mais dois mandatos de seis anos.

VÍDEO NOVO DO PÕE NA RODA:

A campanha em apoio às emendas constitucionais foi particularmente ofensiva e teve apoio massivo dos conservadores na Rússia. Um notório comercial de televisão mostrava um casal gay adotando um menino de um orfanato. Quando o menino pergunta ao homem que o está adotando sobre sua nova mãe, o homem aponta para seu carro, onde um segundo homem surge usando maquiagem e roupas que devem parecer femininas.

VEJA TAMBÉM:  Cantor gay russo é torturado e assassinado na Chechênia

Ou seja, casamento gay não era algo permitido na Rússia, mas agora com a nova lei fica proibido de existir no país. Sim, este é o tamanho da insegurança e frágil masculinidade de Vladmir Putin.

Vladmir Putin proibiu este desenho na Rússia. (Foto: Reprodução)
Vladmir Putin proibiu este desenho na Rússia. (Foto: Reprodução)

O anúncio, intitulado “Por que as emendas à Constituição são importantes”, terminava perguntando aos telespectadores se “esta é a Rússia que você escolheu”. O vídeo do anúncio foi posteriormente excluído do YouTube pelo claro teor LGBTfóbico, o que contraria as regras da plataforma.

Tornar a vida dos LGBTs na Rússia ainda mais difícil foi uma das promessas de campanha de Putin, em um país autocrático e não democrático, ou seja, onde Putin é o líder e basicamente faz o que bem entende.

Pra se ter ideia, os professores de escolas em São Petersburgo foram instruídos a vasculhar os perfis de rede social de seus alunos e relatar quaisquer símbolos LGBTQ + ou apoio às autoridades.

VEJA TAMBÉM:  Campanha homofóbica da Rússia ironiza adoção por casais gays

Mais recentemente, uma autoridade policial russa deteve dois gays que escaparam da tortura e dos abusos na República da Chechênia e os devolveu aos supostos agressores.

Salekh Magamadov e Ismail Isayev fugiram para a Rússia depois que autoridades chechenas supostamente prenderam e torturaram os dois homens por seu ativismo LGBTQ +. Antes de sua fuga, a dupla foi forçada a gravar um vídeo profundamente perturbador, desculpando-se pelas autoridades chechenas. A polícia russa deteve os dois em janeiro e os devolveu aos agressores do outro lado da fronteira.

Avatar
Criador Põe na Roda, canal do youtube de humor e informação LGBT desde 2014, com mais de 150 milhões de visualizações e 1 milhão de inscritos. Autor do livro "Um Livro Pra Ser Entendido", que desmistifica questões do mundo gay e sobre ser LGBT para todos os públicos. Também foi roteirista de TV (Amor & Sexo, Adnight, CQC, Furo MTV) e colunista (Folha de S. Paulo).